Tire dúvidas sobre a polêmica na decisão do Paulista – 10/04/2018 – Esporte

O segundo jogo da decisão do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians, realizado no último domingo (8), no Allianz Parque, foi marcado pela polêmica do pênalti marcado pelo árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, que voltou atrás em sua decisão após ser avisado por Adriano de Assis Miranda.

A jogada aconteceu aos 26 minutos do segundo tempo e o árbitro, que estava a menos de dez metros do lance, marcou a infração. Ele demorou para receber a informação do quarto árbitro mesmo com o rádio comunicador que a equipe de arbitragem usa nos jogos. 

Marcelo Aparecido só percebeu que Adriano de Assis Miranda o chamava após ser avisado pelo atacante Romero um minuto e dez segundos após a marcação do pênalti. Antes, mostrou cartão amarelo para Balbuena por reclamação. 

Assim que conversou com o membro da arbitragem, o árbitro voltou atrás na sua marcação –dois minutos e cinquenta e segundos após o lance. 

CONFIRA PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O QUE PODE ACONTECER

 O árbitro pode marcar o pênalti e depois voltar atrás, como aconteceu?

É permitido ao árbitro voltar atrás de qualquer marcação antes do reinício da partida

Ele pode consultar o quarto árbitro sobre um lance ocorrido em campo?

Sim. O quarto árbitro faz parte da equipe de arbitragem, um elemento consultivo, que pode assessorar o árbitro principal

Como o quarto árbitro pôde ter uma visão melhor do lance que o juiz principal?

Por ter um ângulo de visão lateral, ele pode ter visto melhor a jogada, já que Marcelo Aparecido via o lance de trás, em um ângulo que poderia ser desfavorável

O quarto árbitro foi ajudado por alguém de fora do campo?

A FPF (Federação Paulista de Futebol) nega ter havido interferência externa. O árbitro não pode tomar uma decisão baseada em informações de uma pessoa que não faça parte da equipe de arbitragem

O que acontece se ficar comprovado que houve interferência externa na arbitragem?

Isso é considerado um erro de direito e a partida pode ser anulada pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva)

Como a atuação do árbitro foi avaliada pela comissão de arbitragem?

Para a FPF, a decisão da arbitragem de anular o pênalti foi correta. Em nota, a entidade afirmou que a diretriz da arbitragem prevê que o árbitro, em todo lance de alta dificuldade, consulte toda sua equipe para, em conjunto, tomar as decisões corretas

Algum integrante da equipe de arbitragem pode ser punido?

A decisão é da Comissão de Arbitragem da FPF, que ainda não se pronunciou. O TJD só entrará no caso se o Palmeiras protocolar uma reapresentação. O clube ainda não disse que medidas pretende tomar

Créditos: Folha

%d blogueiros gostam disto: