Regulador sul-coreano diz que Samsung BioLogics violou regras contábeis

A mudança contábil ajudou a BioLogics a obter lucro logo antes de sua oferta inicial de ações no valor de 2 bilhões de dólares, em 2016

Por
Heekyong Yang e Hyunjoo Jin, da Reuters

access_time

12 jul 2018, 16h36

O principal regulador financeiro da Coreia do Sul disse nesta quinta-feira que a fabricante de medicamentos Samsung BioLogics violou regras contábeis em um caso envolvendo uma joint venture e que denunciará a empresa aos promotores locais.

A decisão foi tomada depois de uma investigação de meses na BioLogics, uma afiliada da Samsung Electronics, em meio à crescente fiscalização do conglomerado familiar da Coreia do Sul, sob o governo do presidente Moon Jae-in.

O negócio farmacêutico da Samsung tem sido apontado como um novo motor de crescimento para o maior conglomerado sul-coreano, o Samsung Group, em meio a uma desaceleração no mercado global de celulares.

A Comissão de Serviços Financeiros disse que a Samsung BioLogics não divulgou um acordo com a Biogen que deu à empresa norte-americana uma opção de compra para aumentar sua participação em sua joint venture de desenvolvimento de medicamentos, a Samsung Bioepis.

“É uma violação séria dos padrões contábeis, e o comitê decidiu que (a Samsung) deliberadamente e intencionalmente decidiu não divulgá-la”, disse o regulador em comunicado.

O comitê planeja apresentar denúncias ao promotor contra a Samsung BioLogics, seu presidente-executivo e um contador externo envolvido no caso para uma investigação mais aprofundada.

Chamando a decisão do governo de “muito lamentável”, a BioLogics disse que a empresa buscará “todas as medidas legais possíveis, incluindo uma ação administrativa… Nós implementamos legalmente todos os procedimentos contábeis”.

O regulador, no entanto, adiou a decisão sobre se a Samsung também violou as regras contábeis quando passou a avaliar sua participação na Samsung Bioepis pelo valor de mercado, e não pelo valor contábil.

A mudança contábil ajudou a BioLogics a obter lucro logo antes de sua oferta inicial de ações no valor de 2 bilhões de dólares, em 2016.

http://platform.twitter.com/widgets.js(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *