Polícia de Toronto diz que não há provas de que EI realizou atentado

Uma jovem de 18 anos e uma menina de 10 morreram e 13 pessoas ficaram feridas após o ataque em Toronto

Por
AFP

access_time

25 jul 2018, 13h34

A polícia de Toronto afirmou nesta quarta-feira não ter provas que corroborem a afirmação do grupo Estado Islâmico (EI) de que um de seus “soldados” foi o autor do tiroteio que matou duas pessoas no domingo na capital econômica do Canadá.

“Nesta etapa das investigações, não temos qualquer prova que permita apoiar essa reivindicação do EI”, afirma um comunicado da polícia enviado à AFP.

“Continuaremos explorando todas as pistas, e interrogando quem conhecia Faisal Hussain”, afirmou a fonte, referindo-se ao suspeito de autoria do atentado.

A Amaq, o órgão de propaganda do EI, indicou nesta quarta-feira que o ataque de domingo foi cometido por “um dos soldados do EI, que seguiu os chamados para atingir cidadãos dos países da coalizão internacional antiextremista”.

Uma mulher de 18 anos e uma menina de dez morreram no domingo, e 13 pessoas ficaram feridas em Toronto, no ataque de um homem de 29 anos. Residente da cidade, ele foi identificado como Faisal Hussain.

Hussain atirou contra a multidão que circulava por uma das ruas mais animadas do bairro grego da cidade e, na sequência, contra vários restaurantes.

A Polícia abriu fogo contra o homem, que fugiu e apareceu morto pouco tempo depois em um beco sem saída.

http://platform.twitter.com/widgets.js(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/en_US/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *