Número de crianças refugiadas desaparecidas sobe na Alemanha

Autoridades não sabem paradeiro de mais de 900 refugiados menores de 14 anos. Organização que promove direitos das crianças na Alemanha afirma que situação é alarmante.Apesar da queda na quantidade total de requerentes de asilo, o número de refugiados menores de 14 anos que estão desaparecidos na Alemanha aumentou nos últimos meses, divulgou nesta sexta-feira (12/10) o Fundo alemão para a Infância.

Em alguns casos, há suspeita de que crianças deixaram abrigo para procurar parentes

Foto: DW / Deutsche Welle

De acordo com dados do Departamento Federal Criminal da Alemanha, esse número passou de 895 crianças em julho para 902 em outubro, sendo 858 meninos e 43 meninas. Em alguns casos, há suspeita de que os menores deixaram os abrigos para ir ao encontro de parentes.

Para Holger Hofman, diretor do Fundo alemão para a Infância, os novos dados são alarmantes e indicam que os países da União Europeia precisam melhorar seu apoio a refugiados menores de idade.

A iniciativa de caridade Crianças Desaparecidas na Europa afirmou que grupos criminosos em todo o continente pressionam os menores a deixar os abrigos e muitos se tornam vítimas de exploração sexual, são forçadas a mendigar ou participar do tráfico de drogas.

O Fundo alemão para a Infância afirmou ainda que os esforços para prevenir que crianças nesta situação vulnerável se tornem vítimas de crimes são prejudicados devido à falta de dados do Departamento Federal Criminal sobre os motivos e como esses menores desaparecem.

“É difícil instituir medidas preventivas porque estamos tateando no escuro”, afirmou um porta-voz da organização.

CN/dpa/kna/dw

—————-

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube

| WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Deutsche Welle
A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *