‘Não fui a Harvard porque havia homens’, diz Ana Botín

Na plateia, mil mulheres. No palco, uma fala pensada para elas, como era de se esperar. Ana Botín, 57 anos, herdeira de uma dinastia de banqueiros espanhóis e hoje presidente mundial do Banco Santander, a única CEO global de um dos maiores bancos do mundo, lotou um teatro de mulheres que buscavam inspiração e pareciam não se importar com o dilúvio que se formava do lado de fora e prometia alagar a cidade de São Paulo no fim da tarde de terça-feira.

Créditos: Valor

%d blogueiros gostam disto: