Não entre numa fria logo em sua chegada. Cuidado com os taxistas! – Priviet, Rússia!

Táxis parados nas ruas são uma armadilha para turistas (Foto: Fábio Aleixo)
Táxis parados nas ruas são uma armadilha para turistas (Foto: Fábio Aleixo)

Chegar a uma nova cidade é sempre algo muito complicado, mesmo quando você está em seu país.

Imagina então desembarcar em um local onde você não domina o idioma, e o inglês é pouco falado pelos locais.

Depois de uma longa viagem – não há rota direta entre o Brasil e a Rússia e nenhum trajeto escolhido vai levar menos de 15 horas – o que você mais quer é sair do aeroporto e chegar logo em seu hotel, albergue ou apartamento alugado certo?

E é aí que você pode começar a viagem na Rússia e sua Copa do Mundo com o pé esquerdo, e desembolsando uma quantia inimaginável de rublos.

Nos três aeroportos de Moscou – Sheremetievo, Domodedovo e Vnukovo – você mal vai pisar no saguão e erá abordado por taxistas oferecendo corridas para a sua hospedagem. Ignore-os totalmente com um simples “Niet”, que significa não em russo.

Mas isso não te livrará de todos os problemas. Em Domodedovo, por exemplo, são alguns os estandes que alegam ser táxis oficiais e com preços tabelados. Sim, são tabelados, mas com quantias exorbitantes. Com eles, uma ida ao centro não sairá por menos de 7 mil rublos (R$ 405). Ignore-os também.

Em 2017, ficou famoso o caso de um jornalista chileno que pegou um táxi do aeroporto para o centro e teve de pagar 50 mil rublos (R$ 2.895). Após dar queixa na polícia conseguiu reaver o dinheiro. Mas você pode não ter a mesma sorte.

A solução é bem simples e está bem pertinho. Nos três aeroportos há estandes de duas companhias confiáveis. Getty Taxi e Yandex. E o melhor de tudo. Os atendentes falam inglês.

Você precisará apenas de um chip russo em seu celular, mas logo ao lado dos balcões das companhias você pode adquirir um (em um outro post falarei sobre a telefonia na Rússia).

Com estas companhias, você pagará no máximo 1.300 rublos (R$ 75) para chegar ao seu destino com conforto e segurança.

Outra possibilidade é usar o Uber, acionando-o diretamente de seu telefone celular com a mesma conta usada no Brasil. O preço é bem semelhante ao da Getty e Yandex.

Outra boa solução e mais econômica, e confortável principalmente para quem viaja com pouca bagagem é usar o Aeroexpress.

É um trem expresso que parte de cada um destes três aeroportos e leva você diretamente ao centro de Moscou, onde já há integração direta com o metrô.

O bilhete comprado na hora custa 500 rublos (R$ 28). Pela internet, você pagará 420 rublos (R$ 24).

Trem Aeroexpress serve os três principais aeroportos de Moscou (Foto: Divulgação)

As máquinas e o site possuem a opção de língua inglesa e o trem é bem espaçoso e confortável.

Ah. E tudo o que falei aqui sobre golpes dados por taxistas vale também quando você estiver na cidade e quiser fazer um passeio.

Jamais entre em um táxi parado perto das atrações turísticas e estações de metrô. O motorista não vai usar taxímetro e com certeza você será extorquido.

A solução? Os aplicativos e o metrô de Moscou, que será tema de um post em breve.

Os golpes dos taxistas são mais comum em Moscou, mas vale ficar esperto em todas as cidades que visitar.

Ficaram com dúvidas? É só escrever.

 

Créditos: Folha

%d blogueiros gostam disto: