Hypera Pharma cai mais de 5% na Bolsa com operação da Polícia Federal

A operação Tira-Tema é baseada na delação premiada do ex-diretor da Hypera Pharma, Nelson José de Mello

access_time

10 abr 2018, 11h32 – Publicado em 10 abr 2018, 11h17

São Paulo – As ações da Hypera Pharma (ex-Hypermarcas) chegaram a cair 5,46% na manhã desta terça-feira. Na mínima, os papéis eram negociados na casa dos 34 reais.

O mercado repercute mais uma operação da Polícia Federal realizada hoje. Na operação, denominada de Tira-Tema, a polícia cumpre mandados de busca e apreensão autorizados pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), em um inquérito que investiga o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE).

A operação é baseada na delação premiada do ex-diretor da Hypera Pharma, Nelson José de Mello.

Em nota, a Polícia Federal informou que investiga pagamentos de vantagens indevidas por parte de um grupo empresarial a políticos, para obter benefícios. “A finalidade das medidas é buscar documentos e outros elementos de aprofundamento da investigação, considerando a notícia de doações de campanha abalizadas através de contratos fictícios.”

Posicionamento Hypera Pharma

Procurada pelo Site EXAME, a Hypera Pharma reforçou que a operação de busca e apreensão realizado no escritório de São Paulo para colher documentos relacionados à colaboração do ex-diretor de Relações Institucionais da Companhia, Nelson Mello.

Disse ainda que não é alvo de nenhum procedimento investigativo, nem se beneficiou de quaisquer atos praticados isoladamente pelo ex-executivo, conforme já relatado ao longo do ano de 2016 em vários comunicados.

Créditos: Exame

%d blogueiros gostam disto: