Hedi Slimane vence processo contra o grupo de luxo Kering

Divulgação
Hedi Slimane vence o processo contra o grupo Kering, que deve recorrer

Hedi Slimane vence o processo contra o grupo Kering, que deve recorrer

Hedi Slimane derrotou a Keringgrupo francês de luxo que detém a Saint Laurent (e também a Gucci e a Balenciaga), em uma ação judicial. O diretor criativo alegou no processo que não foi devidamente pago por seu último ano de trabalho na grife. 

Veja também: o vermelho da Louboutin é exclusividade da marca?

Pela decisão do tribunal francês, a Kering vai ter que pagar a bagatela de € 9,3 milhões pro estilista (mais de R$ 38 milhões). Uau! Em 2016, Slimane recebeu menos de € 66o.000 (R$ 2.730.000), sendo que a Saint Laurent triplicou seu lucro durante os 4 anos em que ele esteve à frente da marca. Um porta-voz do conglomerado disse que a empresa planeja recorrer.

Confira: Versace processada por preconceito racial

Vale lembrar que, em 2014, a Kering processou Nicolas Ghesquière, que era diretor criativo da Balenciaga e depois assumiu o cargo na Louis Vuitton, por fazer críticas sobre a gestão da empresa pra “System” Magazine. Uma dia da caça, outro do caçador… E aí, o que você acha dessa disputa? Contra pra gente nos comentários!

Tags: ação judicial  business  grupo  grupo Kering  Hedi Slimane  Kering  processo  processo judicial  Saint Laurent  tribunal

Créditos: Lilian Pacce

%d blogueiros gostam disto: