Galaxy Note 9, rival do novo iPhone XS, chega ao Brasil

Celular da Samsung é o Android mais completo da categoria e custa menos que o iPhone X

Por
Redação EXAME

access_time

14 set 2018, 06h34 – Publicado em 14 set 2018, 06h08

A coreana Samsung traz ao Brasil, nesta sexta-feira, sua aposta no mercado de smartphones contra o iPhone XS, apresentado há dois dias pela Apple: o Galaxy Note 9. O aparelho assume o posto de mais sofisticado da marca e de Android mais poderoso do mercado brasileiro na atualidade.

Indicado como o terceiro smartphone com melhor câmera pelo ranking de testes do DXoMark, que avalia câmeras e sensores de celulares (os primeiros colocados não estão à venda no Brasil), o Note 9 tem câmera traseira dupla e consegue identificar, com inteligência artificial, quando alguém na foto saiu com olho fechado. Desse modo, o usuário tem a oportunidade de tirar mais uma foto para capturar o momento.

Apesar de a novidade mais promovida pela Samsung ser a caneta S-Pen, que agora tem Bluetooth e pode ser usada não só para desenhar e escrever sobre a tela, mas também para ligar a câmera e tirar fotos a distância, a bateria do aparelho é um dos principais destaques. Nos testes de EXAME, ele conseguiu 12 horas e meia de autonomia em simulação de uso intenso, com reprodução de vídeo com brilho de tela no máximo, Wi-Fi e Bluetooth ativos. O tempo superou as 9 horas e 20 minutos do iPhone X, de 2017. A Apple prometeu publicamente que o iPhone XS tem 30 minutos a mais de duração de bateria do que o seu antecessor, o que ainda não é o suficiente para desbancar o rival nesse quesito.

A melhora na bateria é uma boa notícia para a Samsung, que teve o maior problema de recall do mercado de smartphones com o Galaxy Note 7, que tinha baterias explosivas. Após uma reformulação no padrão de qualidade, que passou a contar com oito etapas, a sul-coreana conseguiu ampliar o tamanho da bateria sem ter problemas de estabilidade.

De acordo com dados da consultoria GfK, a Samsung teve 51,9% de parcela de mercado no Brasil no primeiro semestre, apesar de ter que compartilhar o bolso do consumidor com a aceleração de vendas de TVs para a Copa do Mundo. A Motorola e a LG são as empresas que buscam tomar a liderança de vendas, mais ainda estão distantes do topo, assim como a Apple, com seu iPhone de módicos 7.000 reais.

Com o dólar alto, o iPhone XS deve chegar ao Brasil a um preço salgado, e o Galaxy Note 9 pode ser competitivo também neste quesito — com preço inicial de 5.499 reais na versão com 128 GB de armazenamento interno (a versão de 512 GB chega no final do mês). O smartphone conta ainda com processador topo de linha da Qualcomm, tela infinita Quad HD e uma câmera dianteira com abertura boa o suficiente para fotos nítidas em ambientes mal iluminados, algo que a Apple não consegue (ou não quer) fazer.

(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *