Gabarito PETROBRAS p/ Engenheiro de Petróleo

Olá pessoal, tudo bem? Neste teste tivemos 5 questões de nossa disciplina no bloco 3 (64 a 68 do teste disponível no site), o relatório da Petrobras, que se refere ao tema da própria Engenharia de Petróleo

. que eu considero um bom número, favorecendo quem separou uma parte do seu tempo disputado para estudar esses tópicos. Também gostaria de comentar que todas as 5 perguntas foram vistas em sala de aula e que nossos alunos tinham capacidade total para planejar as perguntas. Eu até recebi a informação de um estudante que calmamente levantou essas questões. No caso de elementos inorgânicos liberados pela atividade vulcânica submarina (19659002) 64 64 Considerada a concepção mais aceita atualmente, o óleo é gerado a partir dos elementos inorgânicos liberados pela atividade vulcânica submarina [19659002] (B) (C) intemperismo químico de rochas ricas em carbono e hidrogênio

(D) precipitação química da água do mar, em condições de redução

(E) de transformação de precipitação química termoquímica de restos orgânicos acumulados junto com sedimentos em bacias sedimentares no curso do passado geológico

. Estudamos este tópico na classe 01 (geologia do petróleo, página 22), vendo a divisão entre as teorias abiogênica e biogênica da geração de óleo. Como comentamos, a principal teoria biogênica é a maturação termoquímica da matéria orgânica acumulada nos sedimentos das rochas, bem explicada na alternativa E.

Resposta: E . 65 Um dos métodos indiretos de investigação de bacias sedimentares mais utilizados nas etapas de exploração de hidrocarbonetos é o método sísmico de reflexão. Neste método, os refletores identificados em uma linha sísmica representam horizontes definidos por contrastes de impedâncias acústicas no pacote rochoso.

Com base nessas premissas, o conceito de impedância acústica pode ser expresso como

(A) o produto entre a velocidade e a densidade do produto de rocha

(B) entre a porosidade e a densidade da rocha

(C) composição mineralógica da relação rocha

(D) entre o coeficiente de reflexão e a relação da pressão litostática

(E) entre pressão e saturação do fluido

Resolução: Aqui o assunto foi abordado na aula 02 (Petroleum Geophysics, pg 14). Estudamos tópicos muito mais profundos e cobramos exatamente a propriedade que é a base do sísmico. Ou seja, se o aluno entendeu a aula, ele (ou ela) não demorou mais de 30 segundos para marcar a alternativa correta. A sísmica de reflexão baseia-se na diferença de impedância acústica entre as diferentes camadas de rochas, o que permite a reflexão das ondas geradas e subsequentemente captadas pelos receptores. Esta propriedade da rocha, a impedância acústica, é o produto entre a velocidade da onda na rocha e a densidade da rocha.

Resposta: A . Em relação às propriedades rochosas mais importantes a serem consideradas na avaliação de depósitos, os dois parâmetros petrofísicos mais relevantes, a serem monitorados nas etapas de produção de óleo, são […][…][…] (A) capilaridade da rocha e molhabilidade do solo. fluido

(B) capilaridade da rocha e permeabilidade da rocha

(C) porosidade total da rocha e molhabilidade do fluido

(D) porosidade específica da rocha e (19659002) […] eles estudaram alguns parâmetros das rochas na classe 01 (geologia) e outros na classe 06 (engenharia do reservatório), da rocha, mas aqui devemos lembrar as propriedades que fazem a rocha do reservatório diferente das outras: a capacidade de armazenar fluidos em seus poros (porosidade) e a capacidade de permitir o fluxo desses fluidos através destes poros (p.

resposta: D. resposta: D. no caso em que produzir uma mudança na qualidade do inf A este respeito, deve ser tido em conta que o uso da palavra "específico" para porosidade, mas eu não acho que seria suficiente para causar a anulação da questão.

67 "Existem basicamente dois tipos de unidades de perfuração marítima: com o BOP na superfície … e aqueles com BOP no fundo do mar …"

Thomaz, JE ( org.) Fundamentos da Engenharia de Petróleo. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Editora Interciência, 2004, p. (19659002] (A) plataformas fixas, plataformas jack-up, plataformas semi-removíveis

(B) plataformas fixas, navios-sonda, plataformas semi-removíveis

(A5), estações de perfuração marítima com BOP (Blowout Preventer) (C) plataformas fixas, plataformas de tensão, plataformas jack-up

(D) plataformas fixas, plataformas flutuantes, plataformas semi-removíveis

(E) plataformas jack-up, navios-sonda, plataformas semi-removíveis

Resolução: introdução à classificação das sondas na classe 00 (introdução), mas estudamos todo este tópico completamente na classe 03 (perfuração do poço), caso haja uma mudança na BOP em outra época do projeto. exploração do petróleo, o posicionamento da BP em outro momento do projeto de exploração de petróleo (no convés do navio) só é possível quando há certa estabilidade sonda, geralmente obtida em poços com lâmina de água não muito profunda. Dentre essas sondas citadas, a sonda e os vasos semissubrastáveis ​​são utilizados para perfuração em águas profundas e, no caso de uma mudança na qualidade da energia elétrica, Existem vários perfis geofísicos de poços, que são utilizados na avaliação de formações.

Associe os tipos de perfis de poços com as propriedades medidas ou detectadas por essas ferramentas e, no caso de uma mudança nas condições de vida das pessoas, pelos elétrons orbitais dos elementos da rocha

Q – mede a diferença nos tempos de trânsito da onda mecânica através da rocha.

R – mede a diferença de potencial entre um eletrodo localizado na superfície e outro dentro do poço.

S – mede o tempo de penetração da coluna de perfuração durante o avanço da broca

T – detecta a radioatividade da rocha da parede do poço

A alternativa que contempla as associações corretas é:

] (A) I – P II – R III – IR – T

(B) I – P II – Q III – IR – T

(C) R – R II – P III – T IV – Q

(D) I – T II – R III – Q IV – P

(E) R – T II (19459004) Resolução: Vimos todos estes tipos de perfis na classe 04 ( avaliação de treinamento), com seus fundamentos e aplicações. Talvez essa seja a questão mais difícil, porque é simples confundir os conceitos. O perfil de raios gama (GR) baseia-se na medida da radiação natural da rocha que foi perfurada, o que é descrito na letra T. O perfil de potencial espontâneo (PS), por sua vez, utiliza a diferença de O potencial entre a rocha (DT) é usado para medir o tempo entre a emissão e a recepção de uma onda que "caminha" através do pacote rochoso, bem de acordo com a letra Q Finalmente, o perfil de densidade (RHOB) é que que utiliza a emissão de raios gama que interagem com os átomos da rocha e do fluido, captando a resposta dessa interação. O mecanismo é bem descrito pela letra P.

Resposta: D .

Parabéns aos futuros engenheiros / engenheiros da PETROBRAS;)

Baixe agora seu curso em:

Estratégia Concursos

%d blogueiros gostam disto: