Estude Grátis – Gramática com Humor – Pronomes Pessoais

Todos estudamos Português desde crianças, contudo muitas vezes certas regras gramaticais ou mesmo nomenclaturas nos fogem nos momentos mais indevidos. Como por exemplo durante a prova do concurso público para o qual nos preparamos!

É pensando exatamente nesses momentos desagradáveis que a Nova Concursos e o Professor Adriano Paciello trazem mais um episódio do Gramática com Humor – Pronomes Pessoais.

O que são os Pronomes Pessoais?

Você deve lembrar-se de que há pronomes pessoais do caso reto e pronomes pessoais do caso oblíquo. Por que são pessoais? Porque esses pronomes têm a função de identificar as pessoas do discurso (1ª, 2ª e 3ª).

Tanto na fala quanto na escrita estão envolvidas três pessoas do discurso:

1ª pessoa: aquele que fala (eu, nós), o locutor;

2ª pessoa: aquele com quem se fala (tu, vós) o locutário;

3ª pessoa: aquele de quem se fala (ele, ela, eles, elas), o assunto ou referente.

As palavras EU, TU, ELE, NÓS, VÓS, ELES são pronomes pessoais. São denominados desta forma por terem a característica de substituírem os nomes, ou seja, os substantivos.

Nas línguas de declinação, como é o caso do latim, as palavras se modificam a depender da função sintática que desempenham. Assim, a existência de pronomes para o caso reto e pronomes para o caso oblíquo nada mais é do que herança deixada pelo latim para a nossa amada Língua Portuguesa.

Voltando a pergunta inicial, os pronomes pessoais classificam-se em retos e oblíquos, de acordo com a função que desempenham na oração. Veja alguns exemplos:

Retos: assumem na oração as funções de sujeito ou predicativo do sujeito.

Exemplo: Eu não cansei de correr! (sujeito do verbo cansar);

Oblíquos: assumem as funções de complementos, como o objeto direto, o objeto indireto, o agente da passiva, o complemento nominal.

Exemplo: Há anos ele não se move tão rápido! (complemento do verbo mover).

Dicas

Confira algumas dicas de como utilizar os pronomes pessoais retos e oblíquos:

Os pronomes oblíquos “o”, “a”, “os”, “as”, quando utilizados depois de verbos que terminam em “r”, “s”, “z”, assumem as formas “lo”, “la”, “los”, “las”. Exemplos:

Vê-la me faz bem.

Encontramo-lo na sarjeta.

O bolo, fi-lo sozinha.

Esses mesmos pronomes precedidos de verbos terminados em “-m”, “-ão”, “õe”, assumem as formas “no”, “na”, “nos”, “nas”. Exemplos:

Entregaram-nas em casa.

Dão-nos comida por caridade.

“Você(s)”, apesar de ser um pronome de tratamento, assumiu as características de pronome pessoal no português moderno. Portanto, assumiu as regras de pronome de segunda pessoa, substituindo o “tu” e o “vós”. Mas ainda concorda com a terceira pessoa. Exemplos:

Vocês farão o almoço hoje? (vocês = segunda pessoa do plural, com quem se fala; farão = terceira pessoa do plural).

Você vai almoçar conosco hoje? (você = segunda pessoa do singular, com quem se fala; vai almoçar = terceira pessoa do singular).

E agora…

— Como está o seu conhecimento sobre os Pronomes Pessoais?

A Nova Concursos e o Professor Adriano Paciello irão resolver definitivamente o seu problema.

Confira a aula Português pra concurso – Pronomes Pessoais

Bons estudos!

Gramática com Humor é um programa semanal no youtube. Toda segunda-fera às 11h o Adriano Paciello tem dicas novas de português para você aprender gramática e sorrir, não necessariamente nesta ordem. Gostou das dicas? Confira o curso completo aqui!

Nova Concursos tem ajudado há mais de 8 anos quem quer vencer a batalha do concurso público. Se você quer aumentar as suas chances de passar, conheça os nossos materiais, acessando o nosso site!

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: Nova Concursos

Baixe o material deste concurso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *