Em índice de quilômetros voados, setor aéreo tem leve desconcentração – 16/04/2018 – Mercado Aberto

A Azul e a Avianca ampliaram suas porcentagens de mercado se levado em consideração o RPK, índice que contabiliza quilômetros voados e número de clientes.

Os dados são da Anac (agência de aviação civil).

Há vários rankings de empresas do setor aéreo. Pelo de passageiros, as líderes Gol e TAM concentram 66,5% do mercado. Se a distância entrar na equação, elas ficam com uma fatia maior, de 73,6%.

A Azul ampliou sua participação por esse critério de 2016 para cá, mas essa não é uma prioridade dela, segundo o vice-presidente financeiro, Alex Malfitani.

“É um indicador importante, mas aqui na empresa temos meta de número de clientes, de margem de lucro, mas não de RPK”, afirma.

A aérea inaugurou voos mais longos neste ano, como o de Recife a Manaus.

A Gol também não tem planos para modificar radicalmente seus números de quilômetros voados por passageiros,  de acordo com Renzo de Mello, diretor de rentabilidade.

“Essa é uma questão de estratégia de mercado. As aeronaves da empresa são adequadas para um tipo de voo, e têm cumprido boas etapas médias, sem desperdício.”

A empresa não teria aeronaves para voar distâncias mais longas.

O plano da TAM será focar sua expansão a partir de Guarulhos e Brasília “de forma sustentável”, segundo nota enviada à coluna.

 

Canteiro de alto padrão

A construtora e incorporadora MPD vai investir R$ 85 milhões na construção de um residencial de luxo no bairro de Alphaville, em Barueri (SP). Metade do aporte será feito pela empresa, e o restante, pela Helbor.

As obras começam em seis meses. O edifício terá 25 andares e 50 apartamentos.

Há duas opções de metragem: 313 m² e 410 m².

O empreendimento, lançado em março, já vendeu 60% das unidades.

“O ritmo nas vendas é um sinal de retomada do mercado imobiliário”, diz o presidente, Mauro Dettori.

A concorrente NLS, especializada em prédios corporativos na mesma região, vai aportar R$ 153 milhões no lançamento de um residencial de alto padrão. O montante inclui a compra do terreno, feita em 2017, e a obra.

Serão 92 apartamentos, de 282 m² e 344 m², numa torre de 30 andares.

“A construção começa em agosto e demora três anos. Cerca de R$ 30 milhões serão aportados na etapa inicial”, diz o CEO, Marcelo Storto.

O preço médio do metro quadrado de unidades dos dois imóveis é R$ 8.200.

 

Reclamações sobre teles caem 23% no 1º tri, diz Anatel

As queixas de serviços de telecomunicação caíram 23% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2017, segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

As reclamações se referem a telefonia fixa e móvel, serviços de banda larga e assinatura de televisão.

Não se pode falar em uma melhora do setor, segundo Fátima Lemos, assessora do Procon de São Paulo. 

A complexidade dos planos contribui para o volume  de reclamações, que segue alto, afirma. “A transparência tem melhorado, mas o consumidor ainda tem problemas de informação”.

A burocracia para instalação de novas antenas é o maior obstáculo que as empresas enfrentam para melhorar a cobertura, diz Eduardo Levy, presidente do SindiTeleBrasil (sindicato das operadoras).

“Em média, demora-se 18 meses para obter uma licença. Nesse tempo, o tráfego aumenta significativamente, e já precisamos de mais antenas”, diz.

As fornecedoras têm investido em canais digitais para melhorar o atendimento aos seus clientes, segundo Levy. 

 

Roteiro internacional

A associação dos grandes estúdios de cinema, como Disney, Sony e Fox, tem apoiado entidades brasileiras que querem que a Ancine (agência do setor) crie uma coordenadoria antipirataria.

A diretoria do órgão regulador inicialmente rejeitou a proposta, feita pelo presidente, Christian de Castro.

Depois, decidiram reanalisar o tema no futuro.

O Brasil é tido pela MPA (Motion Picture Association) como um país com altos índices de pirataria, ao lado de asiáticos e do leste europeu.

A entidade monitora o tráfego nos sites do Brasil e identificou que os dez maiores tiveram 800 milhões de visitas em 2017. Para ela, metade dos consumidores que baixam filmes ilegalmente pagaria, se não houvesse a versão pirata.

A falta de um órgão que assuma para si esse combate é um problema, segundo a MPA. Os países que conseguem resolver bem o impasse têm unidades especializadas no tema, segundo ela. 

 

Visual… A rede Outback vai reformar nove dos seus 89 restaurantes no país neste ano. O aporte médio em cada uma das lojas será de aproximadamente R$ 3 milhões.

…novo A unidade do shopping Center Norte, em São Paulo, é uma das que passam por melhorias, além de ganhar ganhará 145 m². Ela deverá reabrir no dia 30 deste mês.

Cancela Por ordem do TCU, o Ministério da Cultura anulará um pregão de prestação de serviços. A empresa escolhida cobrava até 616% a mais que os primeiros colocados.

 

​com Felipe Gutierrez, Igor Utsumi, Ivan Martínez-Vargas, Arthur Cagliari e Diana Lott

Créditos:

Folha

%d blogueiros gostam disto: