EDF vence leilão para construir usina de energia eólica na BA

A partir de 2021, empresa francesa vai comercializar produção de nova usina a 350 km a noroeste de Salvador, com capacidade para gerar 114 megawatts

Por
EFE

access_time

9 abr 2018, 15h40

A companhia francesa EDF anunciou nesta segunda-feira que ganhou um leilão público para comercializar eletricidade procedente de uma usina de energia eólica no estado da Bahia, que estará pronto em 2021.

Em comunicado, a EDF afirmou que a central, cujo investimento não foi divulgado, começará a ser construída em 2019 no estado da Bahia, a 350 quilômetros ao noroeste de Salvador.

A usina gerará 114 megawatts, equivalente ao consumo anual elétrico de 290 mil lares.

“A futura instalação se beneficiará de novos contratos de compra de eletricidade durante 20 anos assinados com 17 distribuidores de eletricidade no Brasil”, acrescentou a companhia.

A EDF lembrou que em apenas três anos de presença no Brasil já é uma das líderes desse mercado, onde conta com 700 megawatts em carteira, somando projetos solares e eólicos em operação e em construção.

A empresa francesa detalhou que neste ano finalizará a construção de um parque eólico para 117 megawatts, perto da sua instalação eólica de Ventos da Bahia, de 66 megawatts, em funcionamento desde o final de 2017.

Além disso, iniciará a construção “do maior complexo solar” de América Latina, Pirapora (Minas Gerais, sudeste do Brasil), que terá uma capacidade de 400 megawatts.

O grupo EDF tem seu grosso de negócio na energia nuclear, embora conte com uma carteira notável de projetos eólicos, especialmente na Europa, e expressou sua intenção de duplicar sua produção de renováveis antes de 2030.

Créditos: Exame

%d blogueiros gostam disto: