Dólar cai com retorno da tomada de risco no exterior

Às 9:12, o dólar recuava 0,39 por cento, a 3,4084 reais na venda, após fechar a segunda-feira a 3,4219 reais

Por
Reuters

access_time

10 abr 2018, 09h18

São Paulo – A promessa do presidente chinês, Xi Jinping, de reduzir tarifas de importação aliviou os temores de um guerra comercial e incentivava a tomada de risco global, levando o dólar a abrir em baixa ante o real nesta terça-feira, mas com os investidores ainda atentos ao noticiário político local.

Em discurso no Fórum Boao para a Ásia na província de Hainan, Xi prometeu abrir ainda mais a economia do país e baixar as tarifas de importação de produtos, incluindo carros.

Às 9:12, o dólar recuava 0,39 por cento, a 3,4084 reais na venda, depois de acumular em abril alta de 3,70 por cento até a véspera, fechando a segunda-feira a 3,4219 reais. O dólar futuro tinha baixa de 0,39 por cento.

O Banco Central brasileiro realiza nesta sessão leilão de até 3,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em maio e somam 2,565 bilhões de dólares.

Se mantiver esse volume e vendê-lo integralmente, o BC rolará o valor total dos swaps que vencem no próximo mês.



Créditos: Exame