Diabo em escudo gera polêmica em grande clube colombiano

América de Cali revoltou seus torcedores ao retirar o tradicional mascote de seu emblema. Pressionada, diretoria recuou

Por
Da redação

access_time

14 jan 2019, 10h29 – Publicado em 14 jan 2019, 10h25

O América de Cali, um dos clubes mais tradicionais da Colômbia, causou controvérsia ao decidir alterar seu escudo, retirando o emblemático diabo e seu tridente. Diante da revolta de seus torcedores, a diretoria voltou atrás e anunciou neste domingo 13 que o mascote, presente há mais de 40 anos, seguirá no emblema.

apostilas em pdf opção

Durante a pré-temporada, o América decidiu substituir o diabo vermelho que aparecia no centro do escudo por uma letra A e o número 1927, ano da fundação da instituição, e chegou a produzir camisas com a nova identidade visual.

A hashtag “#ElDiabloNoSeToca” foi uma das mais mencionadas na Colômbia no Twitter, onde os torcedores mostraram sua insatisfação com o novo escudo, já que um dos nomes pelos quais a equipe é conhecida é justamente o de “Diabos Vermelhos”.

“O escudo ‘Edição Especial’ será exclusivo do uniforme”, explicou o clube em comunicado. O time estreou a camisa sem o diabo em derrota por 1 a 0 para o Santa Fe, em amistoso neste domingo.

Em 2008, o clube retirou o tradicional diabo de seu escudo por duas temporadas, uma decisão também atribuída à empresa de material esportivo que fornece os uniformes.

Anthony de Ávila, maior artilheiro da história do América de Cali, jogou a final da Taça Libertadores de 1996 contra o River Plate com o diabo vermelho do escudo coberto para, segundo explicou, não ofender suas convicções cristãs.

Diversos clubes do mundo, como Manchester United, Milan, Independiente, América (RJ), entre outros, também tem o diabo como mascote.

(com agência EFE)

Fonte: Revista Saúde

Download Estrategia Concursos PDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *