DETRAN-CE – Prova Comentada – Ética

Espero que aqueles que trabalharam tenham ido muito bem!

Abaixo você encontrará a resolução das perguntas da ÉTICA do teste de DETRAN-CE que ocorreu domingo passado.

OBS: O número do modelo desta prova é 1.

21 – É incompatível com os direitos do agente público

A) interpor recurso de representação contra actos ilegais ou imorais

B ) manifesto (19659006) [1965909] [1965909] [1965909] [1965] [1965] [editar] Traduções [editar] Traduções [editar] Traduções [editar] Traduções [editar] Traduções [editar]] Cuestión fácil! No caso de haver uma mudança na qualidade da informação, deve-se levar em conta que,

Art.15. Como resultado da conduta ética que deve prevalecer no ambiente de trabalho e em suas relações interpessoais, estão os direitos do agente público:
I – liberdade de expressão, respeito observado pela imagem da instituição e demais agentes públicos ;
II. – manifestação de fatos que possam prejudicar seu desempenho ou reputação; [LETRA B – Correta]
III – representação contra atos ilegais ou imorais;
V – ação em defesa de legítimo interesse ou direito;
VI – ter conhecimento do conteúdo da acusação e visão do processo, quando possível, a conduta aérea está sendo verificada.

Como pode ser visto, "estar em violação do Código de Ética" não é um direito. É, de fato, um selo expresso no código:

Art.18. E no caso de uma pessoa que não é da sua família, nem da sua família, nem da sua família. O servidor público NÃO se comporta de acordo com os princípios da conduta ética para

A) estar comprometido com os resultados da distribuição.

B) dar indicações de interesse pessoal

C) atender às normas da instituição.

(…) D) agir francamente com os usuários do serviço público

Comentários

Os princípios de conduta ética estabelecidos no Código de Ética são os seguintes (refiro-me às afirmações correspondentes):

art. a ética dos agentes públicos sujeitos a este Decreto será regida, especialmente, pelos seguintes princípios:
I – boa fé – agir de acordo com a lei, com lealdade, consciente de conduta correta
II – honestidade – ato francamente, fazendo suas atividades sem usar mentiras ou fraudes;
III – fidelidade ao interesse público – realizar ações com o objetivo de promover o bem público, com respeito ao cidadão;
IV – impessoalidade – atuar com o sentido de justiça, sem perseguição ou proteção de pessoas, grupos ou setores;
V – moralidade – evidência diante da retidão e compostura públicas, no que diz respeito aos costumes sociais;
VI – dignidade e decoro no exercício de suas funções – manifesta decência em suas ações, preservando a honra e os direitos de todos.
VII – lealdade às instituições – defender o interesse da instituição à qual está vinculada;
VIII – cortesia – expressando bom tratamento a outros;
IX – transparência – divulgar a ação de maneira acessível ao cidadão;
X. – eficiência – exercer as atividades da melhor forma possível, garantindo o patrimônio público,
XI – prontidão e pontualidade – realizar atividades com agilidade
XII – Compromisso – comprometer-se com a missão e os resultados organizacionais. [LETRA A – Correta]

Nesse contexto, o servidor que "dá indicações de interesse pessoal" não se comporta de acordo com os princípios da conduta ética. [1965909] GABARITO : Letra B

23. No caso de haver uma alteração na qualidade das informações, deve-se levar em conta que,

Com base nos princípios, podemos concluir facilmente que o servidor viola os princípios de conduta ética, permitindo que usuários de serviços públicos prejudiquem a instituição.

Assim, o modelo é a letra A. Vamos ver a correspondência das outras alternativas:

art. 2 A conduta ética dos agentes públicos sujeitos a este Decreto reger-se-á, em especial, pelos seguintes princípios:
IX – transparência – divulgar a ação de maneira acessível ao cidadão; [LETRAS B e C – Corretas]
XI – prontidão e temperamento – realizam atividades com agilidade; [LETRA D – Correta]
XII – Compromisso – comprometimento com a missão e resultados organizacionais.

GABARITO : Carta A

24. De acordo com o estabelecido no artigo da Lei Orgânica do Poder Legislativo. o sigilo de informações não funcionais;

II. a interferência de interesses pessoais em lidar com o público ou com colegas;

III. a expressão pública de sua opinião sobre a honorabilidade e desempenho funcional de outra autoridade,

IV. no sentido de que o direito à liberdade de expressão, observado o respeito pela imagem da instituição e outros agentes públicos

Corresponde ao direito do agente público apenas o que está registrado em

A) II e III

B) IeII

No caso de alteração na qualidade da informação, deve-se levar em conta que, como conseqüência da conduta ética que deve prevalecer no ambiente de trabalho e em sua relações interpessoais, são direitos do agente público:
I – liberdade de manifestação, observando o respeito pela imagem da instituição e demais agentes públicos; [ALTERNATIVA IV]
II – declaração sobre fatos que possam prejudicar seu desempenho ou reputação;
III – representação contra atos ilegais ou imorais;
IV – sigilo de informação não funcional; [ALTERNATIVA I]
V – atuando em defesa do interesse ou direito legítimo;
VI – ter conhecimento do teor da acusação e da visão dos registros, quando possível a conduta aérea está sendo verificada.

As alternativas II e III são ambas VEDIDADAS ao agente público:

Art.18. (19459022) V – permitir que interesses pessoais interfiram com o público ou com colegas; [19645] ] Art.14. É vedado à autoridade pública, referida no Art. 1, comentar publicamente sobre o assunto:

I – do caráter honrado e desempenho funcional de outra autoridade pública; e

GABARITO : Letra C

25. No caso dos Estados Unidos da América, os Estados Unidos e os Estados Unidos, no marco da Convenção dos Estados Unidos Mexicanos,

D) priorizam os processos que interessam a seus superiores.

Comentários

Outra questão baseada em princípios. […] [editar] A conduta ética dos agentes públicos sujeitos a eles. Este Decreto rege-se, em particular, pelos seguintes princípios:
I – boa-fé – agir de acordo com a lei, com lealdade, consciente de conduta correta; [LETRA A – Correta]
II – honestidade – agir com franqueza, realizando suas atividades sem o uso de mentiras ou fraudes;
III – fidelidade ao interesse público – realizar ações com o objetivo de promover o bem público, com respeito ao cidadão, – impessoalidade – agir com senso de justiça, sem perseguição ou proteção de pessoas, grupos ou setores; [LETRA D – Errada]
VIII – cortesia – expressando bom tratamento a outros;
IX – transparência – divulgar a ação de forma acessível ao cidadão;
X – eficiência – exercendo atividades da melhor forma possível, assegurando o patrimônio público;
XI – prontidão e temperamento – realizar atividades com agilidade
XII – Compromisso – comprometer-se com a missão e com os resultados organizacionais.

Foi isso!

Espero que você tenha alcançado sucesso!

Forte abraço!

Prof. Tiago Zanolla

Instagram – Prof. Tiago Zanolla

http://platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Baixe agora seu curso em:

Estratégia Concursos