Descubra o poder da analogia na oratória

Speaker! Tudo bem?

Você já sentiu que as pessoas perderam o interesse na sua apresentação e, de repente, passaram a prestar atenção em outras coisas (e não no que você está dizendo)?

Saiba que isso não acontece apenas com você. Na verdade, esse é um dos problemas mais comuns quando pensamos em apresentações em público. Reter a atenção de quem está na plateia é um enorme desafio, especialmente em exposições orais muito longas ou com temas complexos.

Sendo assim, uma preocupação de todo speaker é encontrar maneiras de impulsionar as apresentações em público e demais situações de exposição de fala, como discursos ou reuniões, para que as pessoas não deixem de prestar atenção. Uma das formas de fazer isso é tornar a sua fala mais interessante, utilizando técnicas como a analogia e a storytelling, por exemplo.

Na nossa conversa de hoje, vou falar um pouco mais sobre como usar a analogia e, consequentemente, impulsionar as suas apresentações. Confira!

O que é a analogia e por que é tão eficaz em apresentações?

As pessoas costumam se referir à analogia como a arte de “falar uma coisa para explicar outra” e, na verdade, a ideia é mais ou menos essa. Assuntos ou fatos análogos são, por definição, aqueles que se assemelham por alguma razão.

Na oratória, a analogia é uma das figuras de linguagem mais utilizadas, geralmente, para fazer uma comparação direta entre conceitos, fatos ou ideias. Nas apresentações em público, essa figura de linguagem é uma ferramenta altamente eficaz, se bem aplicada.

Isso acontece porque, através da analogia, é possível explicar algo complexo através de algo mais simples, porém similar. Da mesma forma, se pode abordar um tema de um modo mais interessante, aumentando significativamente as chances de que as pessoas realmente prestem atenção no que está sendo dito.

A analogia também é uma forma de reforçar um argumento, estando, por essa razão, ligada à oratória persuasiva ou, em outras palavras, à habilidade de convencer os demais sobre algo específico.

Para ficar mais fácil entender como a analogia é eficaz, vejamos um exemplo. Em uma apresentação, você, SEO de uma empresa, precisa falar sobre a importância de cada setor e seus colaboradores para que toda a empresa funcione bem. Para isso, ao invés de abordar a função de cada um (o que todos já conhecem), compara a sua empresa a um motor ou a um time de futebol, por exemplo, onde cada um tem uma função própria – e essencial.

Como usar a analogia em minhas apresentações?

apostilas em pdf opção

Já sabemos que a analogia é, em resumo, a comparação direta entre assuntos semelhantes, não é? No entanto, para utilizar essa figura de linguagem, é preciso ter cuidado, afinal, se mal utilizada, pode prejudicar a sua fala.

Na hora de usar a analogia nas suas apresentações, tome cuidado para que as comparações feitas por você são realmente claras. Se não são, não terão sentido para a plateia e, ao contrário de simplificar a sua fala, a tornará mais difícil e menos interessante.

Outro aspecto essencial é tomar cuidado com comparações de humor, que podem ser ofensivas. Esteja atento quanto a isso e lembre-se que o humor é também uma ferramenta eficaz, mas desde que usado com responsabilidade e de acordo ao contexto da sua apresentação.

Para que as analogias funcionem de fato, o melhor é optar pelo simples, usando essa figura de linguagem de forma sucinta e direta.

Analogia e Storytelling: o que têm em comum?

Quando o assunto é impulsionar um discurso ou apresentação, a storytelling sempre aparece como muito eficaz. A capacidade de contar uma história para explicar um fato ou ilustrar um dado concreto é própria dos bons comunicadores, que, ao inserir personagens e experiências às suas falas, conseguem reter a atenção das pessoas – e, muitas vezes, emocioná-las.

Embora a storytelling não seja uma comparação direta, ela se assemelha à analogia no sentido de que, se bem usada, consegue impulsionar significativamente uma fala. Por isso, se você busca alternativas para fazer apresentações melhores e mais inspiradoras, vale a pena começar a utilizar essas duas estratégias.

Tanto para a analogia quanto para contar uma história, as fases de elaboração da sua apresentação são importantes. Nas etapas de preparação, especialmente quando você fizer o roteiro para a sua apresentação, planeje também quando e como usar essas ferramentas. Deixar para o improviso pode ser arriscado, ok?

Com o tempo e a prática, fazer boas analogias e contar boas histórias passam a ser habilidades naturalizadas. Para isso, invista na sua comunicação e aprimore suas habilidades de oratória!

The Speaker

Fonte: PORTAL TERRA

Download Estrategia Concursos PDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *