Cristo Redentor vai passar por restauração, afirma arquidiocese do Rio

Convênio com Fecomércio vai garantir recursos para obra sobre o santuário e o monumento mais famoso do Brasil no exterior

A Arquidiocese do Rio de Janeiro, responsável pela manutenção do Cristo Redentor, principal cartão-postal do Rio de Janeiro e do Brasil, assinou um convênio com a Federação do Comércio do Rio de Janeiro (Fecomércio) para restaurar a estátua e administrar o Santuário do Cristo Redentor, onde ela está erguida. A expectativa das duas instituições é de que, com a parceria, cresça ainda mais o número de turistas no monumento.

“Precisamos resgatar o sentimento de pertencimento do carioca. O Rio de Janeiro é nosso. Não há símbolo maior desta cidade do que esse monumento”, disse o presidente da Fecomércio, Antonio de Queiroz Junior, durante o ato de assinatura.

O cônego Marcos William Bernardo, vigário episcopal para Comunicação e Cultura da arquidiocese, por sua vez, afirmou que o acordo é benéfico para a cidade. “É um ato de comprometimento com o que é nosso, que supera uma parceria entre a Igreja e uma instituição voltada para o comércio, mas é um contrato com a sociedade. Acreditamos que, por meio dessas relações, nós podemos deixar claro que o nosso Rio de Janeiro tem condições de superar os momentos críticos”, explicou.

apostilas em pdf opção

A parceria está inserida no programa Empresas Apoiadoras do Cristo Redentor, que começou em 2013 para tentar atrair investimentos de empresas públicas e privadas para o turismo no Rio de Janeiro e, especialmente, para o monumento.

Nos últimos anos, as empresas passaram a promover roteiros alternativos pela cidade para além dos cartões-postais, como visitas ao Palácio do Catete, no centro, à Quinta da Boa Vista, na Urca, e à Igreja Nossa Senhora da Glória do Outeiro, na Glória. Mais recentemente, algumas agências passaram a oferecer um tour literário pelo Rio, indo desde as ruas centrais dos romances do começo do século 20 até os destinos comuns dos visitantes de hoje.

Desde 2014, o Ministério do Turismo mantém uma campanha que associa a ideia de saudade a quem já visitou o país. Os registros dão conta de que as passagens aéreas ao Rio de Janeiro cresceram desde então: segundo a pasta, 83% dos estrangeiros avaliaram positivamente as viagens que fizeram ao Brasil e o tratamento que receberam no país, sendo que 95% declararam o desejo de voltar. A maioria deles desembarcou no Rio de Janeiro.

Download Estrategia Concursos PDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *