Cresce número de mulheres em cargos de confiança, diz estudo feito pela Insper e pela Talenses

As mulheres correspondem a quase metade da mão de obra no mercado de trabalho, mas ainda são minoria nos cargos de confiança das empresas e as probabilidades de assumir essas posições diminui ainda mais quando os presidentes e CEO’s são homens, com apenas 18% de mulheres na vice presidência, 23% em cargos de diretoria e 10% em cargos de conselho. Quando as empresas possuem presidentes do sexo feminino o percentual de mulheres em cargos de liderança sobe para 34% na vice presidência, 45% na diretoria e 41% nos cargos de conselheiros, de acordo com o estudo do “Panorama Mulher”. A segunda edição do estudo feito pela instituição de ensino Insper e pela consultoria Talenses que contou com 920 empresas respondentes, número muito maior que o do ano anterior com apenas 339 empresas respondentes.

Foto: Unsplash – Banco de Imagem / DINO

A pesquisa também demonstrou a porcentagem de mulheres na presidência dividido em 3 áreas: serviços, indústria e comércio. Sendo o ramo de serviços o de porcentagem mais alta (20%) e o ramo da indústria aparece com a porcentagem mais baixa (9%). Outro dado interessante revelado pelo estudo é relacionado ao porte da empresa. Quanto maior a corporação e o número de funcionários, menor a porcentagem de mulheres na liderança.

Apesar de 32% das empresas entrevistadas alegaram ter políticas de igualdade de gênero em suas companhias, a diferença no percentual de mulheres na diretoria das empresas que possuem essas políticas e as que não possuem é mínima. Nathaly Picaglia, COO da Agência Moustache – Agência de Marketing Digital, expõe alguns pontos que podem ser trabalhados dentro das políticas de igualdade de gênero “Acredito que a equiparação de salários e a conscientização no endomarketing, então a conscientização das próprias pessoas como cultura empresarial para que dentro da empresa já tenha essa cultura do incentivo do plano de carreira da mulher.” comenta Nathaly.

As mudanças são lentas mas notáveis. No estudo feito no ano anterior apenas 8% das empresas eram presididas por mulheres, este ano o número subiu para 15%. “Acredito que nós podemos melhorar, mas este é um processo que nós devemos construir. As mulheres, as empresas, a sociedade, os formadores de opinião. Não vai ser uma coisa que vai acontecer de uma hora pra outra. É uma conquista.” diz Nathaly Picaglia.

Website: https://agenciamoustache.com.br/

DINO
Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

Fonte: DINO – PORTAL TERRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *