Como ter cão dividindo apartamento com roommates – Bichos

Ter cão dividindo apartamento pode não ser tão fácil. Mas não chega a ser impossível como algumas pessoas pensam. Se você precisa dividir o aluguel com um roommate, é possível sim ter um cão. Só precisa saber como fazer isso.

Nesse artigo você encontra ótimas dicas para desenvolver essa rotina e tudo o que vai precisar saber para ter cão enquanto divide apartamento com um ou mais colegas de apartamento. Vale lembrar que é uma péssima ideia levar um bichinho de surpresa, sem a aprovação prévia dos colegas.

Converse com o roommate

Antes de levar um peludo pra casa, seja filhote ou adulto, é preciso conversar com o roommate. Você não pode ter cão dividindo apartamento se o seu colega de apartamento ou até casa não está de acordo.

É preciso entender que o espaço é dividido, por mais que você pague uma parte do aluguel e outras despesas. Seu colega de quarto também tem direito aquele espaço e também tem o direito de dizer não.

Não vale a pena ter cão dividindo apartamento se todos os envolvidos não estiverem de acordo. Esteja ciente que não será bom para seu cão se ele estiver em uma casa onde não é desejado. Converse com todos os moradores da casa e esteja pronto para arcar com todas as responsabilidades financeiras e de cuidados do seu peludo.

Não se esqueça de conversar e decidir sobre as regras da casa em relação ao cão. Algumas pessoas não gostam de cães em sofá, por exemplo. Você e seu colega vão precisar determinar o que o cão pode fazer e onde ele pode ir.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre cães em condomínios e conheça seus direitos e deveres

O tamanho do cão

Não é só necessário saber se a casa vai comportar o tamanho do cão. Também é preciso saber se seu colega de apartamento está de acordo com o tamanho do cão. Às vezes cães crescem mais do que o esperado.

Não é uma opção se livrar do seu cão depois que ele já está em casa se o rommate não gostar dele ter crescido muito. Abandono de animais é crime! E é uma tremenda maldade você adquirir um cão e depois vende-lo ou doá-lo por ter ficado maior do que esperava. Os cães se afeiçoam as pessoas e ele certamente sofrerá muito.

Aproveite para conferir artigo sobre como escolher o cão de porte certo para cada tutor

Por isso converse sobre isso anteriormente com o seu colega. Se ele não está de acordo com um cão maior ou com determinada raça, mesmo que seja um preconceito ignorante, é preciso evitar algo que deixará um dos dois desconfortável.

Casa e rotina comportam um cão?

É preciso avaliar se sua rotina e o seu ambiente comportam as necessidades de um cão. Será possível passear com ele diariamente? Vai dar pra leva-lo ao veterinário sempre que necessário?

A casa ou apartamento será um ambiente seguro para o peludo? Ainda é necessário avaliar se haverá espaço para ele, se vai ser possível manter o ambiente limpo o suficiente para evitar infestações. E é claro, se sua renda comporta as necessidades do cão.

O cão é responsabilidade sua

Salvo os casos em que o roommate ou mais colegas de apartamento embarcam de cabeça e querem ter um cão em conjunto. Se você decidiu ter cão dividindo apartamento e todos concordaram, mas não embarcaram na aventura. Então a responsabilidade é toda sua.

Você deve estar ciente que não vai bastar ter as suas responsabilidades da casa e trabalho, ainda será responsável por uma vida.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre cuidados cotidianos com a higiene dos cães

São responsabilidades do tutor de um cão:

Limpar a área do cão
Trocar o tapetinho diariamente
Dar alimentação e proporcionar água fresca dia e noite
Banho
Passeios diários
Medicamentos como vermífugo e anticarrapaticida
Cortar unhas e limpar orelhas
Socializar e manter o cão equilibrado
Fazer check up anual
Ficar atento a sinais de doenças
O rommate está disposto a ajudar?

Eventualmente o tutor de qualquer cão, precisa de alguma ajuda. Seja por uma viagem que apareceu, rotina pesada no trabalho, um dia em que alguém vai ter que cuidar do cão para você resolver algum problema.

Seu colega está disposto a ajudar? É bom conversar isso logo no início quando a ideia de ter um cão dividindo apartamento surgir. Você não pode simplesmente ficar chateado com seu colega se ele deixou claro desde o início que não iria ajudar com cuidados ou financeiramente em relação ao cão.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre cuidados com castração de cães

Por isso esteja pronto para ter outro amigo disposto a ajudar, ou um lugar ou especialista para te ajudar com seu cão. Você pode contratar um dog walker no dia em que não vai poder passear com ele.

Ou deixa-lo em um hotelzinho ou hospedagem domiciliar se precisar viajar, por exemplo. Esses profissionais podem te ajudar nesses casos. Mas você deve estar preparado para saber com quem pode ou não pode contar. E jamais arrumar uma briga com um colega indisposto a ajudar, afinal o cão é sua responsabilidade.

O post Como ter cão dividindo apartamento com roommates aparece primeiro no .

Créditos: R7

%d blogueiros gostam disto: