Chuva de meteoros Perseidas está no auge — e dá para ver no Brasil

Madrugada deste domingo para segunda-feira será o melhor momento para observar o fenômeno astronômico

access_time

12 ago 2018, 11h43

São Paulo – A chuva de meteoros Perseidas vai atingir seu ápice na madrugada entre este domingo e a segunda-feira (13), e será visível a olho nu em todo o mundo.

Para observar o fenômeno no auge de seu esplendor, no entanto, é preciso estar acordado e olhando para o céu por volta das duas da manhã, segundo a Nasa, a agência espacial norte-americana.

No Norte e no Nordeste do país, a chuva de meteoros começa primeiro. No Sul e Sudeste, no entanto, ela só fica visível entre cinco e seis da manhã.

Quem não puder ficar acordado por tanto tempo pode começar a olhar para o céu por volta das nove da noite, quando o fenômeno já vai ter começado (pelo menos no Norte e Nordeste).

Essa chuva de meteoros acontece todos os anos, mas, em 2018, o fato de o ápice cair em um final de semana e coincidir com a lua nova vai garantir condições de visibilidade excelentes.

No pico da chuva, cerca de 60 meteoros devem cruzar o céu ao longo de uma hora, também de acordo com a Nasa.

Se as condições climáticas não permitirem a observação (em grandes centros urbanos há poluição luminosa, e o tempo nublado também não colabora), a Nasa deve transmitir em tempo real a condição do céu em Huntsville, no Alabama.

Lá, o fuso horário está duas horas atrasado em relação ao de Brasília. O melhor horário para assistir à transmissão da Nasa, portanto, é por volta das quatro da manhã.

A chuva de meteoros Perseidas tem esse nome porque aparece, para nós, no céu, próxima da constelação de Perseu. Em dezembro, por exemplo, há outra chuva de meteoros que recebe o nome da constelação de Gêmeos, por parecer “nascer” perto dela.

Mais algumas dicas: a Nasa recomenda observar a chuva de meteoros a olho nu. Binóculos e telescópios não são indicados. Os meteoros podem ser observados em todo o céu, então não é necessário ficar olhando para um lugar específico.

E, por fim, lembre-se que, ao se dirigir a um lugar escuro, sua visão precisa se adaptar à falta de luz, o que pode demorar cerca de 30 minutos. Tenha paciência e evite olhar para o celular e outras telas brilhantes, porque elas vão interferir com a acomodação e te fazer enxergar menos meteoros.

(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *