Chefe da Marinha diz que Brasil enfrentou “três guerras mundiais” com EUA

Ilques Barbosa Junior confirmou, também, que Bolsonaro desistiu da base militar americana no Brasil

Por
Da redação, com agências

access_time

9 jan 2019, 15h59

Brasília — O novo comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa Junior, afirmou nesta quarta-feira (9), durante sua posse que o Brasil enfrentou “três guerras mundiais” ao lado dos EUA.

“Menciono a presença do representante do almirante John Richardson, chefe de operações navais da Marinha dos EUA, e do almirante Sean Buck, comandante da quarta esquadra e forças navais do comando do sul dos EUA. Estivemos juntos em três guerras mundiais e é essa parceria que estamos dando continuidade”, disse em seu discurso.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, Barbosa explicou que se referia à Guerra Fria ao falar em “terceira guerra mundial”.

“Eu não disse isso. Eu disse do ponto de vista histórico. A história diz que nós passamos a 1ª Guerra Mundial […] a Marinha participou em apoio aos aliados. Na 2ª Guerra Mundial, a Marinha do Brasil, o Exército brasileiro e a Força Aérea Brasileira, nós combatemos do lado dos aliados, em prol da democracia contra a tirania. E durante a Guerra Fria, nós estávamos de um lado”, respondeu ao ser questionado sobre a que se referia.

Base militar

De acordo com o novo chefe da Marinha, o presidente Jair Bolsonaro tirou de pauta a instalação de uma base militar dos Estados Unidos no Brasil.

apostilas em pdf opção

“Com relação ao assunto base militar, o senhor presidente já falou que não está na pauta. Esse é um tema do âmbito político, e o meu âmbito é o preparo e emprego da força”, afirmou o almirante, nomeado hoje durante cerimônia no Clube Naval, em Brasília.

“Na verdade, esse assunto o Congresso Nacional, sua excelência o presidente da República conduz no nível político, nós conduzimos no nível Forças Armadas e isso está sendo feito.”

O almirante Ilques disse que a Marinha já tem parceria militar com os Estados Unidos e que, portanto, esse “não é um tema que se impõe”.

Ele citou operações conjuntas com a armada dos EUA por meio da 4ª Esquadra, vinculada ao Comando Sul americano, responsável pela área do Caribe e América do Sul.

 

 

O general enumerou missões nos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico. O comando americano enviou representante para a cerimônia de posse de Ilques.

“Nós operamos com a Marinha dos Estados Unidos, a inglesa, a italiana, marinhas que estão conosco há muitos e muitos anos”, afirmou o comandante.

Alcântara

O almirante afirmou que considera de suma importância a exploração comercial da base de lançamentos espaciais de Alcântara (MA) com os Estados Unidos e qualquer país que deseje usar o ponto.

Os Estados Unidos negociam um acordo de salvaguardas tecnológicas com o Brasil para explorar a base brasileira – que depende de aprovação no Congresso Nacional.

“Estamos lutando para recuperar um tempo perdido muito grande”, disse Ilques. “A exploração comercial da base de Alcântara interessa à ciência e aos brasileiros”.

(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Download Estrategia Concursos PDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *