86% dos meios de hospedagem em Florianópolis são irregulares

Florianópolis

SÃO PAULO – De 67 meios de hospedagem em Florianópolis, 58 estão irregulares, sem o registro obrigatório pela Lei do Turismo Cadastur. Os estabelecimentos foram visitados pelo Ministério do Turismo na semana passada e notificados. 

Além do nível de irregularidade em 86%, o Ministério descobriu que oito dos estabelecimentos receberam termos de fiscalização que representam a visita das fiscais em locais que já estão fechados ou que trocaram de CNPJ.

Para realizar o cadastro, é necessário acessar o site do Novo Cadastur, escolher “Sou prestador” e preencher os dados básicos. De acordo com a Lei do Turismo, o cadastro é obrigatório para agências de turismo, meios de hospedagem, guias de turismo, transportadoras turísticas, acampamentos turísticos, organizadoras de eventos e parques temáticos.

Estabelecimentos cadastrados têm vantagens para os trabalhadores da área, como acesso a financiamento em bancos oficiais do governo e cursos gratuitos de qualificação ofertados pela Pasta.

“Estamos finalizando as visitas às capitais brasileiras comum saldo extremamente positivo e que tem contato fortemente com a parceria dos órgãos de turismo e o próprio setor que tem entendido a importância de manter seus estabelecimentos regulares junto ao Ministério do Turismo. Acredito que, muito em breve, conseguiremos aumentar todos os registros de cadastrados no Cadastur”, explica Juliana Oliveira, fiscal do MTur.

Quer investir para viajar? Abra uma conta na XP.

Créditos:

Infomoney

%d blogueiros gostam disto: