6 dicas para ter um desempenho ao correr na esteira

Quem corre em parques, ruas e pistas dificilmente troca o ar livre pelo ambiente fechado. Entretanto, sabemos que na correria do dia a dia, a esteira tem a segurança e a praticidade que a rua às vezes não tem. Além de ter um maior controle sobre o ritmo que se está correndo, na esteira você também economiza tempo e sofre menos impacto nos joelhos. Para quem tem problemas com lesões, ela é a melhor pedida. Mas se você ainda não está convencido, o treinador Nelson Evêncio vai te ajudar a correr na esteira com mais estímulos e diversão.

6 dicas para ter um desempenho ao correr na esteira

Foto: Freepik / Sport Life

Confira 6 dicas para correr na esteira e melhorar sua experiência indoor:

1. ESCOLHA UM LOCAL FRESCO

De preferência, a esteira deve estar em um local bem arejado para facilitar a transpiração e a circulação do ar. Abra as janelas ou fique próximo a um ventilador.

2. AQUEÇA-SE

Um breve aquecimento dos músculos com cerca de 5 minutos vai ajudar a evitar dores nas articulações e dá ao seu corpo um aviso de que você irá se movimentar.

3. MANTENHA A TEMPERATURA CORPORAL

É importante ter um ventilador próximo, uma toalha e uma garrafa de água ao lado para facilitar a evaporação do suor e impedir que a temperatura corporal fique muito elevada.

4. INCLUA DIFERENTES ESTÍMULOS PARA O TREINO

Se o treino for em ritmo contínuo, ou seja, sem variação de velocidade, escutar uma música que você goste, ver um bom filme ou programa de TV, certamente ajudarão a passar o tempo.

“O praticante pode aumentar suas chances de sucesso na perda de gordura se variar a velocidade da esteira de maneira controlada. Desta forma, a energia gasta no exercício será maior e o metabolismo será estimulado, obtendo um resultado de emagrecimento mais eficaz do que se ele tivesse mantido uma única velocidade de caminhada ou corrida”, explica o professor da Smart Fit, Rubmar Oliveira.

apostilas em pdf opção

A dica é correr 5 minutos a uma velocidade moderada e 1 minuto em velocidade acelerada, até completar 40 minutos. Segundo Rubmar, alterar o nível de inclinação  do equipamento aumenta 60% o consumo de calorias.

Foto: Freepik / Sport Life

5. TENHA ORGANIZAÇÃO

Caso o treino seja intervalado, anote em um papel os momentos que se deve aumentar e diminuir o ritmo. Deixe este papel em um local visível.

6. USE UM TÊNIS ADEQUADO

Utilize sempre um tênis com menos amortecimento que o usado para treinos mais longos na rua. É interessante que o tênis tenha drop (diferença entre a altura da frente e de trás) mais baixo, e com menos amortecimento. A esteira já tem amortecimento, por isso use um tênis baixo e leve. Isso vai ser o suficiente, já um tênis com mais amortecimento pode atrapalhar, te levando a saltitar muito na esteira e consequentemente, gastar mais energia que o necessário.

Compartilhe com seus amigos e convide-os para correr na esteira! 🙂

Fonte: Nelson Evêncio, educador físico, pós-graduado em treinamento desportivo, treinador credenciado pela IAAF e presidente da Associação dos Treinadores de Corrida de São Paulo. | Rubmar Oliveira, educador físico da academia Smart Fit em São Paulo.

Sport Life

Fonte: PORTAL TERRA – SAÚDE

Download Estrategia Concursos PDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *