5 Dicas para reduzir custos de pequenas empresas em 2019

Nenhuma empresa no mundo deixa de analisar as melhores formas de controlar ou reduzir
gastos. É o que tem sido feito no Brasil ultimamente. Segundo pesquisa do SPC Brasil, 2018 fechou com uma alta de 7,44% em inadimplência de empresas brasileiras, apesar da queda do número de devedores em 4 das 5 regiões do país, no comparativo entre 2017 e 2018.

Em artigo divulgado recentemente pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), a alta de devedores em 2018 da Região Norte foi de apenas 0,51%. No Centro-Oeste foi de 2,10%, enquanto no Nordeste a alta foi de 2,35%. Na Região Sul, 3,71%. Destoando do grupo, a região Sudeste aumentou o número de empresas inadimplentes em 13,03 % no comparativo com 2017.

Analisando esses números, o presidente a CNDL, José da Cesar da Costa, comentou que
“embora a saúde financeira das empresas ainda não tenha voltado ao patamar anterior à crise, o ano de 2018 foi um pouco melhor em vendas do que os anteriores, o que deu um fôlego maior para as empresas conseguirem honrar seus compromissos financeiros e organizar pendências.”

Para acompanhar essa melhora na saúde financeira, existem algumas dicas e
estratégias para começar a economizar já:

  1. Ajustar contratos para caber nas necessidades da empresa.

Toda empresa utiliza diversos serviços para funcionar, como internet, telefone, limpeza contador. Todos pagos mensal ou anualmente. É nesse momento que é necessário verificar se faz sentido pagar por um serviço maior do que a demanda. Por exemplo: fazer ligações fora da franquia contratada custam caro. Contratar um plano empresarial com chamadas ilimitadas e internet sem bloqueio é uma solução.

  1. Nem sempre comprar em grandes quantidades é economia.

Como resistir àquela promoção de 2000 folhas de papel por bem menos? É preciso levar em consideração quantos meses se leva para consumir tudo isso. Com esse montante em uma tacada só, é mais eficiente investir em outras despesas para não deixar esse dinheiro parado. Fluxo de caixa é essencial para pequenas empresas, e compras devem ser feitas com moderação.

apostilas em pdf opção
  1. Trabalho remoto em empresas traz economia (home office).

Essa é uma tendência do mercado trabalho no mundo todo e que tem funcionado em diversas indústrias. Segundo pesquisa da Global Workplace Analytics, 50% das empresas americanas têm esse formato de trabalho. Sendo que 88% das pessoas têm vontade de trabalhar de casa. Além dessa disposição dos dois lados, há a vantagem econômica: redução no custo da eletricidade, água, espaço físico (você pode alugar salas menores) e vales-transporte. Novamente, investir em comunicação é mais em conta, como planos empresariais de celular para todos ficarem conectados.

  1. Contratar estagiários

Existem diversas tarefas em empresas com níveis de complexidade baixo, mas que tomam tempo de funcionários de tempo integral. Como diz o ditado, tempo é dinheiro. Além do mais, o estagiário pode vir a ser um funcionário CLT de custo baixo no futuro. O treinamento e evolução in-house é mais em conta que contratar de fora.

  1. Negociar empréstimos com melhores taxas

É raro ver uma empresa que não tenha utilizado de créditos financeiros para fazer a máquina rodar. Especialmente no primeiro ano. Só que de empréstimo em empréstimo, pode haver um acúmulo de juros, aumentando as despesas anuais. Para evitar isso, recalcular todas as dívidas e contratar um único empréstimo para pagar tudo é uma dica de ouro. Assim, será um único juro em condição mais favorável de pagamento.

Website: https://www.nextel.com.br/empresas

DINO
Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Download Estrategia Concursos PDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *