10 países mais pobres do mundo

Os países mais pobres do mundo enfrentam graves problemas econômicos e sociais. O ranking para saber quais são eles é feito e divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Existe uma pontuação oficial chamada de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). A escala vai até 1. Nos últimos relatórios divulgados pela ONU nenhum país alcançou a nota máxima. A Noruega se aproximou bastante disso, chegando a alcançar os sonhados 0,995 pontos.

Existem também aqueles países fechados, cuja análise dos dados não é confiável ou, sequer, é feita da maneira adequada dada à quantidade de informações não confiáveis. É o caso de países como Mônaco, Coreia do Norte e Sudão do Sul.

Do outro lado, estão os países mais pobres do mundo como Níger e República Democrática do Congo, ambos localizados no continente Africano. Conheça mais a triste realidade das nações menos desenvolvidas do planeta.

Países mais pobres do mundo

Para essa classificação são levados em consideração a riqueza de cada nação, o nível de educação, a expectativa de vida, a mortalidade infantil e diversos outros fatores relacionados à saúde e desenvolvimento.

A fórmula foi criada na década de 90 por dois economistas: Mahbub ul Haq e Amartya Sem, um paquistanês e indiano, respectivamente.

Lista dos países mais pobres do mundo

A população desses países carecem de condições básicas para a sobrevivência (Foto: depositphotos)

Níger

Níger fica na África Ocidental e é a maior nação territorial dessa região africana, porém 75% é composta pelo Deserto do Saara. Esse clima predominantemente seco faz com que a escassez por água seja um dos maiores problemas do lugar.

A capital e cidade mais populosa do Níger é Niamey, composta principalmente por pessoas que praticam o islamismo e que trabalham no minério de urânio, que possui um peso nas exportações do país. No campo da política, o Níger passou por 3 períodos de regime militar. A população sofre com a falta de escolas, saneamento, alimentos, água e assistência social e de saúde.

IDH: 0,304
Expectativa de vida ao nascer: 55,1
Média de anos de escolaridade: 1,4
Anos de escolaridade esperados: 4,9
Renda bruta per capita: US$ 701

Veja também: Guerra contra a pobreza na África

República Democrática do Congo

A República Democrática do Congo fica na África Central. É o segundo maior país do continente, cuja capital é Kinshasa. São cerca de 86 milhões de habitantes e é considerado o 16º país em densidade populacional do mundo.

Infelizmente, não é só esse dado que o coloca no ranking mundial, mas sim o de segundo país mais pobre do planeta. São mais de 200 grupos étnicos que tornaram-se independentes da Bélgica na década de 60.

Por incrível que pareça, a República Democrática do Congo é um dos países mais ricos em recursos naturais, porém, essa riqueza não gera bem-estar, cidadania e qualidade de vida para os seus habitantes, que sofrem com a fome e péssimas condições de sobrevivência.

IDH: 0,304
Expectativa de vida ao nascer: 48,7
Média de anos de escolaridade: 3,5
Anos de escolaridade esperados: 8,5
Renda bruta per capita: US$ 319

Moçambique

Moçambique, oficialmente designado como República de Moçambique, está no sudeste do Continente Africano. Sua capital é Maputo. O país foi colonizado pelos portugueses até sua independência na década de 70.

Depois disso, houve uma séria guerra civil que durou entre 1977 a 1992. É um país muito rico em recursos naturais, e apesar de seu PIB ter crescido nos últimos anos, o IDH não acompanha esse ritmo e o país é um terceiro mais pobre do mundo.

IDH: 0,327
Expectativa de vida ao nascer: 50,7
Média de anos de escolaridade: 1,2
Anos de escolaridade esperados: 9,2
Renda bruta per capita: US$ 906

Burkina Faso

O Burkina Faso é um país africano cuja capital é Uagadugu. Últimos dados revelam que ele tem um pouco mais de 15 milhões de habitantes. Passou muitos anos dominado pela França e na década de 60 conquistou sua independência.

A população, em sua maioria, pratica o islamismo e sua pobreza extrema o deixa nas primeiras posições de países mais pobres do mundo. De acordo com o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, Burkina Faso tem o menor nível de alfabetização no mundo.

IDH: 0,343
Expectativa de vida ao nascer: 55,9
Média de anos de escolaridade: 1,3
Anos de escolaridade esperados: 6,9
Renda bruta per capita: US$ 1.202

Zimbabwe

A República do Zimbabwe fica no sul da África, sua capital é Harare e possui cerca de 16 milhões de habitantes. Ela já foi colônia britânica até 1965, passou por guerras internas durante mais de uma década e em 1980, conseguiu ficar em paz por uns anos.

Pouco tempo depois, um regime ditatorial dominou o país e foi responsável por inúmeros agravos aos direitos humanos. Somente em 2017, seu líder ditador foi preso pelo exército nacional que aplicou um golpe. A economia é instável e propagadora de uma crise financeira que deixa a população ainda mais pobre.

IDH: 0,344
Expectativa de vida ao nascer: 51,9
Média de anos de escolaridade: 2,0
Anos de escolaridade esperados: 7,5
Renda bruta per capita: US$ 853

Veja também: Descubra quais são os países com mais feriados. Confira Ranking

Eritreia

Eritreia fica no Chifre da África. Sua capital é Asmara e possui uma população de, aproximadamente, 5 milhões de habitantes formado por 9 etnias. A Itália estava com o país até a década de 1940, que depois passou para as mãos da Etiópia. O país só conquistou sua independência em 1993, após uma guerra de quase 30 anos contra a Etiópia. Apesar da independência nunca houve eleições no país.

O país é um dos 10 mais pobres do mundo e falta educação, saneamento e os direitos humanos são frequentemente desrespeitados. Há uma supressão enorme da liberdade tanto da população civil quanto dos órgãos de imprensa que, na verdade, pertencem ao Estado.

IDH: 0,351
Expectativa de vida ao nascer: 62,0
Média de anos de escolaridade: 3,4
Anos de escolaridade esperados: 4,6
Renda bruta per capita: US$ 531

República Centro-Africana

A República da África Central ou República Centro-Africana, como o próprio nome já diz, fica no centro do continente. Sua capital é Bangui.

Pertenceu à França do final do século XIX até 1960. Porém, as primeiras eleições só vieram na década de 90 e não duraram muito, pois em 2004, o país entrou em guerra por fatores políticos. Desde então, há inúmeros conflitos de natureza étnica e religiosa que já dizimou boa parte da população e o coloca como um dos países mais pobres do mundo.

IDH: 0,352
Expectativa de vida ao nascer: 49,1
Média de anos de escolaridade: 3,5
Anos de escolaridade esperados: 6,8
Renda bruta per capita: US$ 722

Burundi

Quando comparado aos demais países já citados neste artigo, a República do Burúndi é um pequeno país que também fica na África. Ele se destaca no mapa mundi, pois é em seu território que fica a nascente do Rio Nilo.

A capital da República do Burúndi é Bujumbura. Apesar do pequeno tamanho, sua pobreza é grande. A população não tem acesso a infraestrutura, saneamento, emprego, educação e saúde.

IDH: 0,355
Expectativa de vida ao nascer: 50,9
Média de anos de escolaridade: 2,7
Anos de escolaridade esperados: 11,3
Renda bruta per capita: US$ 544

Serra Leoa

A República da Serra Leoa fica na África Ocidental. Tem cerca de 5 milhões de habitantes, que vivem, em sua maioria, na capital, Freetown. Essa população é muçulmana em grande parte e faz parte de 16 grupos étnicos.

O país passou pelas mãos portuguesas e foi bastante explorado pelo Reino Unido. Entre a década de 90 e o começo do século 21, o país enfrentou uma terrível guerra civil, o que o deixou com índices de desenvolvimento humano ainda mais baixos.

IDH: 0,359
Expectativa de vida ao nascer: 48,1
Média de anos de escolaridade: 3,3
Anos de escolaridade esperados: 7,3
Renda bruta per capita: US$ 881

Guiné-Bissau

A República da Guiné-Bissau fica na África Ocidental e tem uma população de 1,6 milhão de pessoas. Portugal a colonizou até conseguir se tornar independente em 1974. A maioria da população é praticante do islamismo, mas também há uma pequena parcela de outros tipos de religião.

Sua economia é frágil e praticamente não há transações comerciais, sendo o seu PIB um dos menores, o que o classifica como um dos países mais pobres do mundo, de acordo com o relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

IDH: 0,364
Expectativa de vida ao nascer: 48,6
Média de anos de escolaridade: 2,3
Anos de escolaridade esperados: 9,5
Renda bruta per capita: US$ 1.042

Veja também: Quais são os lagos mais bonitos do mundo?

Como medir a pobreza de um país

Os países mais pobres do mundo, bem como os mais ricos e intermediários, são classificados em uma lista de países distribuída com base no Índice de Desenvolvimento Humano, o IDH.

Esse índice foi criado em 2014 e faz parte do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o PNUD. O mais atual foi divulgado em 2018, tendo como base a pesquisa realizada no ano anterior de 2017.

Os dados são fornecidos por quase todos os países que fazem parte das Nações Unidas. Dos 193 membros, 189 fornecem dados para serem analisados pelo Índice de Desenvolvimento Humano, o IDH, além de dois outros países que não fazem parte da ONU, mas também são incluídos no estudo.

Referências

» Nações Unidas do Brasil. Disponível em: https://nacoesunidas.org/agencias/pnud/ Acessado em: 28 de novembro de 2018.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.4&appId=262795557082302”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: PORTAL ESTUDO PRATICO – TERRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *