‘Vontade política’ pode ajudar nas exportações de farelo de soja – 15/12/2016 – Vaivém – Colunistas

O setor de soja est bem estruturado internamente. A produo cresce, e o pas abocanha boa parte do mercado externo desse produto.

Um dos desafios, portanto, ter um olhar mais acurado para o setor externo. Para que isso ocorra, necessrio um envolvimento maior das autoridades brasileiras no relacionamento com alguns pases importadores da oleaginosa, principalmente os asiticos.

” preciso mais vontade poltica”, diz Carlo Lovatelli, presidente-executivo da Abiove (Associao Brasileira das Indstrias de leos Vegetais).

Essa vontade poltica pode ser uma abertura de canais de dilogo entre governos, aprimorando o relacionamento comercial.

No caso da China, seria colocar no s soja em gro naquele pas mas tambm exportar farelo de soja. Atualmente os chineses s compram o produto em gros.

Mas, para adquirir farelo de soja, os chineses provavelmente vo colocar uma contrapartida, exigindo, por parte do Brasil, a compra de produtos deles. A entram as negociaes entre governos.

Lovatelli diz que, alm da China, a Coreia do Sul, o Vietn e a Tailndia seriam bons mercados para o farelo brasileiro.

O Brasil precisa elevar as exportaes de farelo. A demanda interna cresce, mas a cada ponto percentual na mistura de biodiesel ao diesel o pas esmaga mais 2 milhes de toneladas de soja, de onde provm 1,5 milho de toneladas de farelo e 400 mil toneladas de leo.

Um dos objetivos da Abiove a exportao de pelo menos 5 milhes de toneladas de farelo para os chineses. Se o pas atingir esse objetivo, obter receitas anuais de US$ 1,65 bilho a mais apenas com esse produto.

Mas como convencer os chineses a comprar farelo do Brasil se s adquirem gros? Eles no tm muito o que escolher, na avaliao de Lovatelli. O Brasil o nico pas que tem potencial de fornecimento dessa matria-prima para eles.

“Ns precisamos deles, mas eles tambm precisam de ns”, diz o executivo da Abiove.

Uma abertura de mercado para o farelo poderia at aliviar a situao da indstria brasileira em situaes como a deste ano. A queda de 5% na produo de carne de frango fez as vendas internas de farelo de soja recuarem 4%, segundo Fabio Trigueirinho, secretrio-geral da Abiove.

COMO FICA 2017

A produo de soja dever atingir 102 milhes de toneladas em 2017. Deste volume, 58 milhes sero exportados, com receitas de US$ 21,5 bilhes.

J a exportao de farelo sobe para 15,5 milhes de toneladas, rendendo US$ 5,1 bilhes.

Incluindo as receitas com leo de soja, as exportaes de todo o complexo soja devem render US$ 27,6 bilhes, na avaliao da Abiove. Neste ano, as vendas externas rendem US$ 25 bilhes.

*

Safra de gros sustenta alta da renda no campo

A produo agropecuria brasileira dever atingir valor de R$ 553 bilhes en 2017, 5,5% mais do que neste ano.

As lavouras vo dar sustentao a essa acelerao, com aumento mdio de 7,2%, segundo Jos Gasques, da Secretaria de Poltica Agrcola do Ministrio da Agricultura.

A pesquisa do ministrio inclui 21 produtos, 14 dos quais devero apresentar aumento no Valor Bruto de Produo.

Entre as quedas esto batata, cebola tomate e fumo.

J no setor de pecuria, Gasques indica uma boa recuperao no setor de frango, cuja valor de produo subir para R$ 58,5 bilhes, 5,6% mais do que vai ocorrer neste ano.

O setor de bovinos ser a nica queda entre os produtos avaliados pelo ministrio no setor de pecuria (setor que inclui bovinos, frango, sunos, leite e ovos). O recuo ser de 3% no prximo ano, para R$ 72 bilhes.

*

O peso do “extra” – Um dos desafios para as indstrias de moagem de soja lidar com os “extras”, problemas vindos de questes tributrias, ambientais e de logstica, segundo Carlo Lovatelli, da Abiove.

Ritmo intenso – A primeira estimativa do VBP (Valor Bruto de Produo) de Mato Grosso para 2017 indica alta de 13% em relao a este ano. O valor subir para R$ 63,6 bilhes, segundo o Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuria).

Créditos:

Folha

%d blogueiros gostam disto: