Via Varejo integra sistemas de venda de planos de celular | EXAME.com

Com a integração dos sistemas da Via Varejo e das operadoras, o tempo para a ativação de um plano de celular diminuiu de 20 para apenas 2 minutos

access_time

14 dez 2016, 10h47 – Atualizado em 14 dez 2016, 12h06

São Paulo – Além de geladeiras e fogões, os vendedores da Via Varejo agora podem vender planos de celular de maneira mais eficiente, com a integração de sistemas entre a varejista e as operadoras.

Ao comprar um smartphone em alguma loja da Casas Bahia ou Pontofrio, o consumidor também pode contratar, em menos de 2 minutos, um plano controle das operadoras Vivo, Oi, Tim e Claro.

Os vendedores já ofereciam planos controle desde 2014, mas esse processo era longo e burocrático. Era preciso fazer, primeiro, a ativação de um chip pré-pago e depois ligar para a central para alterar o plano.

“Esse processo nos incomodava muito”, afirmou Mariano Teixeira, gerente de operações comerciais mobile da Via Varejo. “Os clientes compravam o celular na nossa loja e iam ativar o plano em outro lugar. Queríamos oferecer uma experiência melhor para o cliente”, disse.

A companhia começou, então, a negociar a integração dos sistemas de vendas com as maiores operadoras de telefonia do país, para reduzir o tempo de ativação de um chip de 20 para apenas 2 minutos. A integração de sistemas levou cerca de seis meses para ser completada.

Depois do fechamento dos contratos, os funcionários da Via Varejo receberam treinamento para vender os planos controle, que são os mais simples entre os oferecidos pelas operadoras.

A princípio a novidade é válida em 50 lojas Casas Bahia e Pontofrio em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e estará disponível em todas as 970 lojas das duas redes a partir de janeiro do ano que vem.

“As operadoras receberam nossa iniciativa de forma muito positiva. A Via Varejo tem grande representatividade no mercado de telefonia”, afirmou ele. “Mas às vezes surgiam algumas dúvidas no processo. [Funcionários das operadoras] perguntavam ‘se já temos um modelo de ativação no varejo, por que precisamos mudar?’”, afirmou Teixeira.

Embora a Via Varejo não seja responsável pelo relacionamento futuro do cliente com a operadora, além de problemas de pagamentos, os funcionários podem entrar em contato com as companhias de telefonia para ajudar um cliente a resolver uma questão. “Mas esses casos são raros”, garante Teixeira.

Foco no smartphone

A Via Varejo está investindo no mercado de smartphones desde 2014, um dos segmentos mais relevantes para a companhia.

O primeiro passou foi a criação de lojas exclusivas para a venda desses aparelhos e o desenvolvimento de um novo modelo de loja, a store in store, um espaço dedicado para a venda de smartphones dentro de uma unidade da Casas Bahia ou Pontofrio. Desde então, 383 lojas já foram reformadas com esse novo modelo.

Créditos: Exame

%d blogueiros gostam disto: