Tudo o que você precisa saber antes de o mercado abrir | EXAME.com

Marcelo Odebrecht confirmou delação de ex-executivo e disse que empresa pagou R$ 10 milhões ao PMDB a pedido de temer

access_time

14 dez 2016, 07h59

São Paulo – Leia as principais notícias desta quarta-feira (14) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Marcelo Odebrecht confirma versão de delator sobre Temer. Depoimento do empresário também fala que o presidente pediu R$ 10 milhões à Odebrecht para o PMDB em 2014, em transação acertada pelo hoje ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Gafisa confirma cancelamento de IPO da Tenda. Segundo comunicado à CVM, a decisão foi tomada em decorrência da atual conjuntura de mercado desfavorável à realização da oferta.

A Cesp quer aproveitar a MP 735 para renovar as concessões e facilitar sua privatização. A medida foi criada para ajudar na privatização de distribuidoras da Eletrobras, mas a Cesp conta com a possibilidade de estender suas concessões por mais 30 anos.

Sete Brasil pode ter que mudar os planos de recuperação judicial. Amanhã, a empresa tem uma assembleia de credores, mas a Petrobras indicou que não tem interesse em manter projetos de perfuração, o que deve exigir ajustes no plano de recuperação.

Política e mundo

Temer elogia aprovação da PEC do Teto pelo Senado. O presidente justificou a diferença nas votações afirmando que muitos parlamentares com quem conversou ainda estavam chegando a Brasília. Agora, o planalto se prepara para a batalha da reforma da previdência. 

Após votação da PEC, Brasília volta a ser palco de protestos. Vários grupos se espalharam no entorno da rodoviária e um ônibus foi queimado na via S2. Em São Paulo, um grupo de manifestantes invadiu o prédio da Fiesp, na Avenida Paulista.

Parlamento aprova acordo para responsabilizar Maduro pela crise. O acordo foi aprovado depois que os deputados opositores expuseram múltiplos argumentos contra o presidente e depois que a bancada chavista se negou a participar do debate.

Enquanto você desligou…

Tribunal encerra processo contra Joseph Safra na Zelotes. O empresário era alvo de investigações que apuram o pagamento de propinas ao Carf, tribunal da Receita Federal.

Construtoras propõem criação de faixa 4 do Minha Casa Minha Vida. O limite de renda para a nova faixa seria de 15 mil reais. Atualmente, a faixa mais alta do Minha Casa Minha Vida contempla famílias com renda mensal de até 6,5 mil reais.

FUP rejeita nova proposta da Petrobras para acordo coletivo. A partir de 16 de dezembro, os sindicatos vão realizar assembleias para que os funcionários votem os indicativos da FUP de rejeição e de paralisação.

CVM avaliará ex-assessor de Dilma como candidato na Light. Os minoritários querem que a autarquia analise a legalidade da indicação de Giles Azevedo ao conselho de administração da companhia à luz da recém-criada Lei das Estatais.

Em depoimento, ex-executivo da OSX relata práticas “inaceitáveis”. O ex-funcionário contou em audiência de processo contra Eike Batista sobre uma suposta tentativa sigilosa de venda do navio plataforma FPSO 2 para a Maersk em janeiro de 2013.

Governo libera R$430 mi para retomada da Transnordestina. Do total, 300 milhões de reais virão do Fundo de Investimentos do Nordeste (Finor) e os 130 milhões de reais restante da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias SA.

Agenda do dia

No Brasil, o IBGE mostra o volume do setor de serviços em outubro. Nos Estados Unidos, Janet Yellen, do Federal Reserve, faz um pronunciamento após a reunião do banco central sobre a taxa de juros. No mesmo dia, também sai a produção industrial, o estoque de empresas, os preços ao produtor e vendas de varejo do país.

 

Créditos: Exame