Queda dos juros deve aquecer mercado imobiliário

As projeções da taxa básica de juros vêm apresentando uma queda tanto no ano de 2017 quanto nas previsões futuras para o ano de 2018. O Banco Central, através do boletim Focus de junho deste ano, previa a taxa Selic no valor de 8,5% para os dois anos. Um novo informe, divulgado em julho, no entanto, anunciou uma queda, com expectativa de 8%.

Com esse novo cenário, diversos bancos já lançaram programas de apoio ao crédito imobiliário, facilitando a compra e a venda de imóveis, o que promete aquecer o mercado e driblar a crise que o setor vem enfrentando.

Enquanto a situação não se estabiliza, diversas estratégias foram adotadas pelas imobiliárias para captar novos clientes e evitar prejuízos.

Investindo em novas tecnologias

Apostar em novos meios de divulgação é essencial para ter um maior alcance e aumentar as chances de encontrar um comprador interessado. Como, atualmente, a maioria das pessoas busca por imóveis na internet, diversas imobiliárias investem em serviços de tecnologia móveis, como aplicativos, para facilitar a compra.

Além disso, também é preciso investir em um bom site para imobiliária, com navegação intuitiva e que seja responsivo, ou seja, que apresente um bom layout em todos os aparelhos, como em tablets e smartphones.

Apostando em apartamentos de baixo custo

Outra estratégia que tem se mostrado muito eficaz é o investimento em apartamentos de menores metragens, como os estúdios, que estão cada vez mais em alta no gosto dos consumidores.

Os custos mais baixos e mais em conta, a boa localização e as facilidades encontradas no condomínio, como área de lazer completa, lavanderia, bicicletário e vaga de garagem, tornam esses empreendimentos cada vez mais atrativos para compradores. Investir na divulgação desses apartamentos, portanto, representa uma venda quase garantida para as imobiliárias.

Facilitando a compra de imóveis

Para que o cliente se sinta ainda mais seguro para fechar o negócio, as imobiliárias têm apostado em facilidades para a compra do imóvel. Alguns incentivos, como garantir a gratuidade dos documentos, possibilitar o financiamento em um maior tempo ou oferecer bons descontos para pagamentos à vista, são a forma encontrada pelos corretores para incentivar a compra.

%d blogueiros gostam disto: