‘Prévia’ do PIB encolhe 0,48% em outubro e acumula queda de 5,09% em um ano – Notícias

O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), considerado uma “prévia” do PIB (Produto Interno Bruto), caiu 0,48% em outubro na comparação com o mês anterior, informou o BC nesta quinta-feira (15). 

Em setembro, o IBC-Br havia apresentado alta de 0,15%

A comparação é feita já descontando as diferenças sazonais entre os períodos analisados. 

  • 48519
  • true
  • http://economia.uol.com.br/enquetes/2015/10/09/voce-cortou-gastos-por-causa-da-inflacao.js

Sem descontar as diferenças sazonais, houve queda de 0,56% em outubro. 

Na comparação com outubro de 2015, o indicador registrou tombo de 5,38% sem o ajuste sazonal, porque considera períodos iguais. Com ajuste, a queda foi de 3,88%.

No acumulado de 12 meses, a atividade econômica encolheu 5,09%. Descontando as diferenças sazonais, o encolhimento foi de 5,29%.

Queda nos três setores

O mês foi marcado por perdas significativas em diversos setores.

A produção industrial recuou 1,1% em relação ao mês anterior, no pior resultado para o mês em três anos, enquanto as vendas no comércio tiveram o pior outubro em oito após após queda de 0,8%.

Já a fraqueza do setor de serviços se agravou em outubro com a maior queda da série histórica iniciada em 2012, de 2,4% em relação a setembro.

Retomada em 2017?

Depois de a economia brasileira encolher 0,8% no terceiro trimestre, na comparação com o trimestre anterior, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a atividade econômica ainda não dá sinais de retomada, dificultando a recuperação esperada em 2017. 

Esses resultados vêm provocando reduções constantes nas expectativas de crescimento para 2017. Analistas consultados pelo BC para o boletim Focus já esperam crescimento de apenas 0,7% no ano que vem.

IBC-Br

O indicador do BC é visto pelo mercado como uma antecipação do resultado do PIB. Ele é divulgado mensalmente pelo Banco Central, enquanto o PIB é divulgado a cada três meses pelo IBGE.

O IBC-Br serve de base para investidores e empresas adotarem medidas de curto prazo. Porém, não necessariamente reflete o resultado anual do PIB e, em algumas vezes, distancia-se bastante.

O indicador do BC leva em conta a trajetória das variáveis consideradas como bons indicadores para o desempenho dos setores da economia (agropecuária, indústria e serviços).

A estimativa do IBC-Br incorpora a produção estimada para os três setores, acrescida dos impostos sobre produtos. O PIB calculado pelo IBGE, por sua vez, é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país durante certo período.

(Com Reuters)

O que o PIB tem a ver com a sua vida?

Créditos:

UOL

%d blogueiros gostam disto: