Preço do aluguel sofre queda real de 9,56% nos últimos 12 meses | EXAME.com

Índice FipeZap de Locação mostra que o preço médio dos imóveis para alugar caiu 0,11% em novembro e 3,21% em 2016

access_time

15 dez 2016, 05h00

São Paulo – O preço médio de imóveis para alugar caiu mais uma vez em novembro, segundo o Índice FipeZap de Locação, que acompanha a variação nos valores de residências anunciadas em 11 cidades brasileiras. A queda no valor de locação foi de 0,11%, em média, no mês passado.

O aluguel caiu 3,21% no acumulado de 2016 e 3,24% nos últimos 12 meses até novembro. Essa variação no último ano foi menor do que a inflação no período, de 6,99%, segundo o Boletim Focus do Banco Central. Ou seja, os demais preços da economia subiram mais do que os imóveis para alugar, e a queda real foi de 9,56%.

A queda real é registrada quando o valor de um determinado bem tem uma alta inferior ao aumento generalizado de preços, medido por índices inflacionários, como o IPCA. Vale destacar que a variação real não é obtida com uma simples subtração. Para realizar o cálculo, é preciso dividir a oscilação dos preços pela variação da inflação.

Em todas as cidades pesquisadas, o preço médio dos apartamentos anunciados para locação ficou abaixo da inflação, e apenas em Curitiba e em São Bernardo do Campo houve aumento nominal do preço, ou seja, sem comparar com o aumento generalizado dos preços.

Em novembro de 2016, o preço médio do metro quadrado de locação nas cidades pesquisadas foi de R$ 30.

Veja o preço médio anunciado em cada uma das 11 cidades pesquisadas pelo Índice FipeZap de Locação em novembro:

 

Veja o comportamento dos preços de aluguel em cada nos últimos 12 meses encerrados em novembro:

 

Confira também a variação dos preços em 2016 e no mês de novembro:

 

O Índice FipeZap de Locação é desenvolvido em conjunto pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e pelo site de classificados Zap Imóveis, com base em anúncios da internet. A pesquisa não incorpora no cálculo a correção dos aluguéis em contratos vigentes, cujos preços são reajustados periodicamente.

Créditos: Exame

%d blogueiros gostam disto: