Petrobras atinge marca histórica de produção no pré-sal – Notícias

A Petrobras atingiu ontem, quarta-feira (14) a marca histórica de produção no pré-sal de 1 bilhão de barris de petróleo, seis anos depois da entrada do primeiro sistema de produção na Bacia de Santos, no campo de Lula, e dez anos após a primeira descoberta, em 2006.

“Comparando com outras importantes áreas petrolíferas do mundo, na porção americana do Golfo do México, esse patamar foi atingido 14 anos após o início da produção comercial e, no Mar do Norte, em oito anos. No Brasil, esse mesmo patamar só foi atingido na Bacia de Campos depois de 15 anos de produção comercial”, diz a empresa, em comunicado.

Para celebrar a marca histórica, o presidente da estatal, Pedro Parente, a diretora-executiva de exploração e produção, Solange Guedes, e o diretor-executivo de desenvolvimento da produção e tecnologia, Roberto Moro, embarcaram na plataforma FPSO Cidade de Itaguaí, na área de Iracema do Norte, no pré-sal da Bacia de Santos, para participarem de uma solenidade.

“Estamos vivendo um momento de virada e não temos dúvida da nossa imensa capacidade de realização”, disse Parente, no comunicado.

A área do pré-sal tem produtividade média acima da indústria mundial em campos offshore e chega à vazão de 25 mil barris por dia por poço em alguns casos, produtividade 30% maior em relação a 2010. Isso leva à necessidade de interligar menos poços por sistema de produção, de acordo com a Petrobras.

A região já representa quase 50% da produção operada pela estatal e responde por cerca de 35% da produção própria da companhia. Ainda de acordo com a empresa, entre 2017 e 2021, um total de 16 novos grandes sistemas de produção entrarão em operação no pré-sal.

Além do recorde histórico no pré-sal, a Petrobras também informou que o gasoduto Rota 2 atingiu, em 15 de novembro, 2 bilhões de metros cúbicos de gás exportados. O duto, que tem 401 quilômetros de extensão, começou a operar em fevereiro deste ano. É o gasoduto de maior extensão do país e interliga os sistemas de produção do pré-sal da Bacia de Santos ao Terminal de Tratamento de Gás de Cabiúnas, em Macaé, no Rio.

Créditos:

UOL

%d blogueiros gostam disto: