O que faz Técnico Judiciário (nível médio)?

Atenção concurseiros de todo o Brasil que almejam alcançar uma das vagas do novo concurso do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1).

São oferecidas 14 vagas imediatas, mais cadastro reserva onde 6.798 candidatos podem fazer parte do cadastro para convocações ao longo do prazo de validade, que será de dois anos, podendo dobrar.

As oportunidades são para as carreiras de Técnico e Analista Judiciário, de nível médio e superior com remuneração inicial de até R$ 14 mil!

» Adquira as Apostilas do Concurso TRF 1 e parcele o pagamento SEM JUROS! «

Saiba tudo sobre o cargo de maior destaque do certame, o Técnico Judiciário – Área Administrativa!

Quem pode concorrer?

Para concorrer ao cargo é necessário possuir certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão competente.

Quais os locais das vagas?

Para o cargo de Técnico Judiciário – Área Administrativa estão previstas vagas para os seguintes municípios:

Cruzeiro do Sul (AC), Rio Branco (AC), Manaus (AM), Tabatinga (AM), Tefé (AM), Laranjal do Jari (AM), Macapá (AP), Oiapoque (AP), Alagoinhas (BA), Barreiras (BA), Bom Jesus da Lapa (BA), Campo Formoso (BA), Eunápolis (BA), Feira de Santana (BA), Guanambi (BA), Ilhéus (BA), Irecê (BA), Itabuna (BA), Jequié (BA), Juazeiro (BA), Paulo Afonso (BA), Salvador (BA), Teixeira de Freitas (BA), Vitória da Conquista (BA), Brasília (DF), Anápolis (GO), Aparecida de Goiânia (GO), Formosa (GO), Goiânia, Itumbiara (GO), Jataí (GO), Luziânia (GO), Rio Verde (GO), Uruaçu (GO), Bacabal (MA), Balsas (MA), Caxias (MA), Imperatriz (MA), São Luís (MA), Belo Horizonte (MG), Contagem (MG), Divinópolis (MG), Governador Valadares (MG), Ipatinga (MG), Ituiutaba (MG), Janaúba (MG), Juiz de Fora (MG), Lavras (MG), Manhuaçu (MG), Montes Claros (MG), Muriaé (MG),Paracatu (MG), Passos (MG), Patos de Minas (MG), Poços de Caldas (MG), Ponte Nova (MG), Paracatu (MG), Passos (MG), Patos de Minas (MG), Poços de Caldas (MG), Ponte Nova (MG), Pouso Alegre (MG), São João del Rei (MG), São Sebastião do Paraíso (MG), Sete Lagoas (MG), Teófilo Otoni (MG), Uberaba (MG), Uberlândia (MG), Unaí (MG), Varginha (MG), Viçosa (MG), Barra do Garças (MT), Cárceres (MT), Cuiabá (MT), Diamantino (MG), Juina (MT), Rondonópolis (MT), Sinop (MT), Altamira (PA), Belém (PA), Castanhal (PA), Itaituba (PA), Marabá (PA), Paragominas (PA), Redenção (PA), Santarém (PA), Tucuruí (PA), Corrente (PI), Floriano (PI), Parnaíba (PI), Picos (PI), São Raimundo Nonato (PI), Teresina (PI), Guajará Mirim (RO), Ji-Paraná (RO), Porto Velho (RO), Vilhena (RO), Boa Vista (RR), Araguaína (TO), Gurupi (TO) e Palmas (TO).

Qual o salário?

A remuneração inicial é de R$ 6.376,41, para jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Além do salário, os servidores recebem ainda gratificação de atividade, no valor de R$ 1.670,43 (podendo variar), auxílio alimentação (R$ 884,00); Auxílio saúde (R$ 215,00) e para cada dependente, bem como para o titular; Auxílio transporte; A depender da idade dos filhos, é possível receber mais um auxílio no valor de R$ 699,00 por mês.

Os valores mencionados estão de acordo com a Lei 13.317, sancionada em junho de 2017, onde são reajustados tanto o salário-base quanto a gratificação de atividade judiciária (GAJ). No topo das carreiras chegará, em 2019, a R$ 11.398,00.

O que faz o Técnico Judiciário – Área Administrativa?

Entre as atribuições do cargo estão:

Realizar atividades de nível intermediário a fim de fornecer auxílio técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e(ou) órgãos julgadores e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento da organização; desempenhar o processamento de feitos, redigir minutas, realizar o levantamento de dados para elaboração de relatórios estatísticos, planos, programas, projetos e para a instrução de processos, pesquisar legislação, doutrina e jurisprudência, emitir pareceres, relatórios técnicos, certidões, declarações e informações em processos; distribuir e controlar materiais de consumo e permanente; elaborar e conferir cálculos diversos, digitar, revisar, reproduzir, expedir e arquivar documentos e correspondências; prestar informações gerais ao público, bem como realizar a manutenção e consulta a bancos de dados e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade; Entre outras.

Para mais informações e acesso ao edital, veja a página do Concurso TRF 1ª Região

Nova Concursos tem ajudado há mais de 8 anos quem quer vencer a batalha do concurso público. Se você quer aumentar as suas chances de passar, conheça os nossos materiais, acessando o nosso site!

» Adquira as Apostilas do Concurso TRF 1 e parcele o pagamento SEM JUROS! «

Créditos:

Nova Concursos

%d blogueiros gostam disto: