O ano dos youtubers

Os fenômenos da internet são livres para mostrar todos os seus talentos também fora da vida virtual.

O ano de 2015 foi oficialmente o ano das maiores realizações para os youtubers, pessoas que fazem vídeos e na maioria das vezes vivem dessa tarefa, até então. São convidados a publicar livros, fechar parcerias com grandes marcas e até estrelar comerciais na televisão.

O que antes era considerado um hobby para muitos jovens, acabou se tornando um trabalho. O YouTube possibilitou uma troca, onde quem produz vídeos recebe de acordo com o número de acessos que seu conteúdo possui, e quem assiste acaba aprendendo alguma coisa interessante e conhecendo pessoas como ela, e quem têm algo a oferecer.

Em pouco tempo, pode-se dizer até que “de repente” a coisa foi se expandindo. Alcançando números altíssimos de seguidores, as pessoas mais assistidas da internet começaram a ganhar espaço também fora do YouTube. Como por exemplo, Bruna Vieira, a mineira de 21 anos, que já tem sete livros lançados. Foi descoberta através dos textos que escreve em seu blog há sete anos e acabou sendo convidada a escrever seu primeiro livro, Depois Dos Quinze, publicado em 2012.

Só este ano, Christian Fiqueiredo (Eu fico loko), Kefera Buchmann (5inco minutos), Fran Guarnieri (Morando sozinha), Léo Bacci (Bom dia Léo), entre outros, tiveram livros lançados. A maioria, conta o que acabou os levando ao sucesso dentro e fora da internet. Fizeram uma autobiografia.

No lançamento desses sucessos, pode-se ver a influência que os produtores de conteúdo do YouTube possuem sobre a nova geração de crianças e adolescentes. Conhecidos também como vloggers e bloggers são a nova aposta das editoras. E não única e exclusivamente das editoras, mas também das emissoras de televisão e grandes marcas.

As emissoras e grandes marcas estão completamente dispostas a investir suas fichas nos ídolos da nova geração porque sabem a influência e o grande público que cada web celebridade possui. É melhor para as grandes empresas contratarem alguém que tenha um público enorme e que consuma as informações muito mais rápido, que é o caso dos youtubers e blogueiros.

Por esses motivos e vários outros é que as emissoras de televisão estão fazendo convites para os fenômenos na internet estrelarem programas telinha. A Kéfera, do canal 5inco Minutos, foi uma das primeiras a ter um programa de entretenimento só seu no canal da Mix TV, o “Zica”. Mas depois de um tempo migrou para a MTV, onde apresentou o programa “Coletivation” com o apresentador e comediante Patrick Maia. E assim foi sendo destacados talentos que já estavam na internet.

Recentemente a operadora Vivo montou um time com os fenômenos da internet para fazer o comercial. A propaganda que têm como assunto principal os novos pacotes de internet e ligações da operadora, conta com a participação do Japa TV, Jout Jout, Cellbits, entre outros. A ideia é parecer com os vídeos que os próprios youtubers fazem para seus canais, mas dessa vez fazendo a propaganda da Vivo para o Brasil inteiro.

Como os próprios youtubers e blogueiros dizem, é uma tarefa que eles não esperavam que virasse seus trabalhos. Porque na verdade, a única coisa que eles fazem é serem eles mesmos. Eles mostram o mais gostam de fazer, coisas novas que descobrem atividades que se consideram bons, ou nem tão bons, mas que estão dispostos a aprender. E isso inspira cada visitante do seu canal.

A principal pergunta é; o que os youtubers têm que os tornou tão evidentes agora a ponto de ter a possibilidade de migrar de um meio de comunicação para outro? E a resposta de todos eles é; agem espontaneamente, sem criar personagens na hora de gravar um vídeo. Mostram para o público que os acompanha que eles são tão iguais quanto imaginam. E essa proximidade que todos os youtubers criam com seu público é um dos pontos principais para o sucesso.

%d blogueiros gostam disto: