Motorista cadastrado na Uber é encontrado morto no RJ

SÃO PAULO – Um suposto motorista de Uber foi encontrado morto na manhã do último sábado (10) na Estrada das Capoeiras, em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, Thiago Henrique Alcântara de Souza, de 31 anos, foi morto com um tiro quando estava dentro de seu carro Fiat, no assento do motorista.

Ele estava cadastrado como motorista do Uber havia cerca de duas semanas, mas não há registro de que tenha realizado corridas com passageiros do app.

Conforme informações preliminares da Polícia, uma motocicleta com dois ocupantes teria emparelhado com o veículo, e um dos suspeitos teria efetuado um tiro contra a vítima, que não resistiu.

Sem notícias do filho, Mara Alcântara, mãe de Thiago, publicou em seu Facebook no domingo (11) que seu filho estava desaparecido há dois dias. Segundo ela, ele havia saído de casa na sexta-feira para trabalhar e enviou uma mensagem por volta das 1h30 avisando que iria fazer uma última corrida. “Desde então não temos mais notícias dele”, escreveu. A publicação já alcançou 2.975 compartilhamentos até o momento. 

Segundo o delegado de polícia Fábio Salvadoretti da Delegacia de Homicídios da Capital – DHCAPITAL, foi instaurado um procedimento para apurar as circunstâncias da morte de Thiago, e diligências seguem em andamento para identificar os autores do crime.

Contatada pelo InfoMoney, a assessoria de imprensa da Uber disse não ter posicionamento sobre o caso. 

Thiago Henrique Alcântara de Souza

Créditos: Infomoney

%d blogueiros gostam disto: