‘Ilha de sanidade’ garante mercado para carne brasileira em 2017 – 14/12/2016 – Vaivém – Colunistas

O ano de 2016 no foi to bom para a indstria de protenas como o anterior. O avano esperado no incio do ano no aconteceu.

Ao contrrio, o complicado cenrio econmico interno fez com que a produo de carne de frango recuasse.

A recesso econmica, a taxa elevada de desemprego e a queda de renda interromperam o ritmo de crescimento do consumo interno.

Tudo isso, somado a uma intensa acelerao nos custos de produo, principalmente devido escalada dos preos do milho.

Do lado externo, a boa notcia foi que os volumes exportados continuaram crescendo, mas as receitas no acompanharam esse desempenho.

Em 2017, o cenrio dever ser melhor. Essa a esperana de Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA (Associao Brasileira de Protena Animal).

Duas so as principais apostas do executivo. O Brasil j est praticamente em todos os mercados mundiais e continua ampliando a sua atuao, principalmente em pases que pagam mais pelo produto.

Segundo, boa parte dos concorrentes e de grandes consumidores tem srios problemas com a sanidade animal, como gripe aviria e peste suna. As doenas atingem Amrica do Norte, Europa, frica e sia.

O Brasil continua uma ilha. Uma das causas so as condies atmosfricas do pas, que deixam os animais menos suscetveis a doenas. A temperatura mdia por aqui de 24C, enquanto a da Europa e de algumas outras regies produtoras de protenas fica entre 8C e 10C, segundo Turra.

A biosseguridade um fator muito importante para o Brasil e dever ajudar nas vendas dos produtos brasileiros no prximo ano, acredita ele.

Turra no descarta tambm o fator Donald Trump a favor do Brasil. A poltica externa do presidente eleito dos Estados Unidos poder colocar o Mxico mais perto do Brasil.

Os mexicanos tm uma demanda grande por frango e por sunos, principalmente por esses. E, recentemente, elegeram o Brasil como uma nova fonte de mercado.

OS NMEROS
O Brasil dever produzir 12,9 milhes de toneladas de carne de frango neste ano, abaixo dos 13,1 milhes de 2015.

O consumo per capita, que foi de 43,2 quilos no ano passado, recuou para 41,1 quilos em 2016, conforme dados da ABPA.

J o setor de carne suna surpreendeu. O consumo interno caiu 3,5% e foi afetado pela recesso, mas a demanda externa ficou acima do que o setor esperava.

As exportaes deste ano devem atingir 720 mil toneladas e superar em 30% as de 2015.

A produo interna fica em 3,7 milhes de toneladas, 2% acima da do ano anterior, mas o consumo per capita anual cai para 14,4 quilos, ante 15,2 quilos em 2015.

O bom desempenho das exportaes vai permitir ao setor receitas de US$ 1,4 bilho neste ano com a carne suna, 13% acima do desempenho de 2015.

*

S com orao Uma das preocupaes do setor brasileiro de carnes se manter longe de eventuais problemas sanitrios. Com relao ao bioterrorismo, Francisco Turra, da ABPA, diz que “s com oraes”.

Agricultura digital A The Climate Corporation, subsidiria da Monsanto Company, contar com cem produtores de soja e milho de Mato Grosso, Gois e Bahia testando o aplicativo FieldView. A rea de testes no pas abrangem entre 150 mil e 200 mil hectares.

Gerenciamento O aplicativo permitir ao produtor obter e gerenciar informaes de sua lavoura por meio da gerao automtica de mapas e relatrios de plantio e colheita, marcaes georreferenciadas de monitoramento e integrao de informaes de diferentes.

Créditos:

Folha

%d blogueiros gostam disto: