Ibovespa fecha em leve alta de 0,32% impulsionado por medidas do governo; dólar sobe 1,14%

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou com leves ganhos, com o anúncio de medidas para estimular a economia e os ganhos em ações de siderurgia e mineração ajudando a diminuir as preocupações com a perspectiva de uma alta mais intensa de juros pelo Federal Reserve e na política local. O benchmark da bolsa brasileira fechou com alta de 0,32%, a 58.396 pontos, enquanto o volume financeiro foi de R$ 7,36 bilhões. 

A ação do Banco do Brasil (BBAS3) foi um dos destaques de alta, fechando com alta de 3,84%, a R$ 26,25, enquanto a Cielo intensificou fortemente as perdas com o anúncio de medidas de estímulo e fechou em baixa de cerca de 6%. 

Em coletiva realizada nesta tarde, o presidente Michel Temer e a sua equipe destacou algumas medidas em estudo, como o programa de regularização tributária de PJ (pessoa jurídica) e PF (pessoa física), medidas de incentivo ao crédito imobiliário, redução substanciosa nos juros do cartão de crédito e queda do prazo do pagamento de lojista, estas duas últimas medidas com forte impacto sobre a Cielo. “A Cielo teria um curto espaço de tempo para acertar suas operações e prejudicaria seus lucros em algo próximo de 11%, no pior cenário”, afirmaram os analistas do Bradesco BBI em relatório. Além disso, entre as medidas estão a liberação de mais crédito para pessoas físicas, incentivos a micro e pequenas empresas e a liberação de R$ 1 mil do FGTS para as pessoas pagarem dívidas. 

Ainda no cenário nacional, na tarde desta quinta, o Ministério Público Federal denunciou novamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e mais oito pessoas na Operação Lava Jato. São acusados de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além do petista, Marcelo Odebrecht, Antonio Palocci e Branislav Kontic. Pelo crime de lavagem de dinheiro, foram denunciados a esposa do ex-presidente, Marisa Letícia, além de Paulo Melo, Demerval Gusmão, Glaucos da Costamarques e Roberto Teixeira.

Esta é a terceira denúncia de Lula no âmbito da Lava Jato e a quinta em 2016, sendo que ele também foi acusado nas operações Zelotes e Janus. Enquanto isso, é a primeira vez que o ex-presidente é acusado formalmente por relações com a Odebrecht pela força-tarefa.

Destaques da Bolsa
Entre as ações da carteira teórica do índice, as ações da Braskem amenizaram após chegarem a avançar 5% na máxima do dia, após a companhia celebrar um acordo de leniência com o MPF (Ministério Público Federal) que ainda está sujeito à homologação da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal e da 13ª Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba/PR.

Pelo termos acordados, a companhia pagará às autoridades competentes, a título de multa e indenização, o valor total de aproximadamente US$ 957 milhões, equivalentes a aproximadamente R$ 3,1 bilhões. O montante é 11,7% do valor de mercado da companhia hoje, que está em R$ 26,3 bilhões, segundo dados da BM&FBovespa.

Por outro lado, ajudaram na recuperação do índice os papéis da Vale, que subiram cerca de 2% após chegarem a atingir queda de 2% na mínima do dia. Com isso, a companhia volta a seguir o minério de ferro spot (à vista), negociado no porto de Qingdao, na China, com 62% de pureza, que fechou em alta de 2,93%, a US$ 81,50. Destaque ainda para as ações de siderúrgicas, que disparam após cinco sessões seguidas de queda. 

 

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 GOAU4 GERDAU MET PN 4,91 +8,87 +195,78 129,52M
 USIM5 USIMINAS PNA 4,05 +5,19 +161,29 83,83M
 GGBR4 GERDAU PN 11,45 +5,05 +147,36 156,16M
 QUAL3 QUALICORP ON 17,85 +4,94 +40,43 22,26M
 BRAP4 BRADESPAR PN 15,24 +4,10 +205,41 38,15M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 CIEL3 CIELO ON 24,49 -5,92 -11,03 174,51M
 SMLE3 SMILES ON 40,00 -3,68 +23,70 22,08M
 BRML3 BR MALLS PARON 10,67 -2,82 +24,96 65,35M
 EMBR3 EMBRAER ON 15,00 -2,79 -50,05 57,22M
 RENT3 LOCALIZA ON 33,22 -2,32 +36,20 39,61M
* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)

 

 

 

Agenda política
Em destaque nesta quinta, está a repercussão da aprovação do relatório pela admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para reformar a Previdência, por um placar de 31 votos a favor e 20 contra pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Com a aprovação do parecer, a próxima etapa será a criação de uma comissão especial para debater o mérito da proposta. Ainda no noticiário político, a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) aprovou o texto-base do Orçamento da União para 2017, que fixa os gastos federais em R$ 3,7 trilhões e estabelece o salário mínimo em R$ 945,80 para o próximo ano. 

Vale destacar que haverá uma sessão solene do Congresso Nacional às 9h para promulgação de Emenda Constitucional originada da aprovação da PEC 55/2016, que limita gastos públicos. A PEC foi aprovada em segundo turno no Senado na última terça-feira por 53 votos a 16.

Por fim, destaque para o cenário de mal-estar no STF. Após a decisão de Luis Fux, o ministro do STF Gilmar Mendes afirmou que o seu colega deveria “fechar o Congresso de uma vez e dar a chave ao procurador Deltan Dallagnol [da Lava Jato]”.

Na noite de ontem, Luis Fux decidiu suspender a tramitação do Projeto de Lei da Câmara dos Deputados  (PL) 4.850/16, que trata das Dez Medidas de Combate à Corrupção, projeto popular incentivado pelo Ministério Público Federal (MPF). Na decisão, Fux entendeu que houve um erro de tramitação na Câmara e determinou que processo seja devolvido pelo Senado, onde a matéria está em tramitação, para que os deputados possam votar a matéria novamente. A decisão do ministro anula todas as fases percorridas pelo projeto, inclusive as diversas alterações às medidas propostas inicialmente pelo Ministério Público, como a inclusão dos crimes de responsabilidade para punir juízes e membros do Ministério Público. A votação na Câmara foi feita na madrugada do dia 30 de novembro. Confira mais clicando aqui. 

Créditos: Folha

%d blogueiros gostam disto: