Grécia preocupa e Ibovespa opera em forte queda – Mercados


29/06/2015 |
13:09 –

Atualizado em:
29/06/2015 |
13:09

O clima de aversão ao risco toma conta dos mercados financeiros nesta segunda-feira em meio à preocupante situação da Grécia. Sem um acordo com os credores e com o prazo cada vez mais curto – menos de 48 horas – para pagar um empréstimo de € 1,6 bilhão ao Fundo Monetário Internacional, o governo grego decidiu manter os bancos fechados para impedir saques em massa, o que quebraria o sistema bancário do país. Por volta das 13h, o principal índice da Bovespa caía 1,63%, aos 53.137 pontos.

As bolsas externas também operavam com fortes perdas, com os agentes precificando uma possível saída da Grécia da Zona do Euro. Para conseguir um acordo com credores, Atenas tem de aceitar mais medidas de austeridade. Diante do cenário, o primeiro ministro da nação, Alexis Tsipras, anunciou um referendo para o próximo domingo sobre os termos do acordo de reformas em troca de dinheiro. A expectativa é que o sistema bancário do país continue fechado até o dia 5 de julho.

À frente dos ganhos do Ibovespa, Marfrig ON subia 1,61%. Na outra ponta, Hering ON perdia 3,76%. As ações preferenciais da Petrobra tinham queda de 0,9%. A estatal oficializou corte de 37% nos investimentos até 2019.

Na agenda, o Boletim Focus apontou a elevação da perspectiva para a Selic no fim deste ano de 14,25% para 14,50%, ao mesmo tempo em que aumentou a expectativa para o IPCA de 8,7 para 9%.

Nos Estados Unidos, as bolsas operavam no vermelho por conta da incerteza na Grécia. Por volta das 13h, o Dow Jones perdia 1,17%.

No mercado de câmbio, o dólar subia 0,33%, cotado a R$ 3,13 na venda.

Créditos:

Brasil Econômico

%d blogueiros gostam disto: