Franquia Mary Help – Limpeza – Portal do Franchising

A Mary Help é uma franquia que foi concebida em abril de 2011, idealizada por José Roberto Campanelli e sua mulher. A motivação nasceu da constatação da dificuldade de se conseguir contratar uma profissional diarista para trabalhar em sua residência, logo após retornarem de uma viagem de férias, ocasião em que, para sua surpresa e insatisfação, se viram sem sua empregada doméstica que, por motivo de força maior, deixou de comparecer por duas semanas. Casa empoeirada, roupa se acumulando… e a situação foi se agravando. Acabaram conseguindo contato com uma diarista através da empregada de uma vizinha que disse encontrar ocasionalmente no ônibus circular uma senhora que prestava este tipo de serviço. Após contato com a diarista o serviço foi combinado para 2 ou 3 dias depois. No dia combinado a diarista compareceu (diga-se, de passagem, com uma apresentação pessoal que deixava a desejar), mas o serviço foi feito a contento e o final da história foi feliz – entretanto, poderia não ter sido.

Os fatos acima se repetem, com algumas variações, em diferentes lares em todas as regiões do Brasil. As donas de casa em geral têm, a cada dia, mais dificuldade em conseguir contratar e manter boas profissionais domésticas, pois o número de profissionais vem caindo ano a ano, fruto da evolução sócio-econômica que o país vem tendo nas últimas décadas. Mesmo as que têm e mantém suas empregadas domésticas por muitos anos ficam, às vezes, sem estes serviços, ou por imprevistos e questões de saúde ou porque tem que lhes conceder férias anualmente. As donas de casa, na sua maioria, quando subitamente se vêem sem sua empregada doméstica, procuram quase sempre socorro para conseguir outra doméstica ou uma diarista, através do porteiro do edifício onde moram ou através das empregadas de amigas e vizinhas. Quando precisam recorrer aos serviços de uma diarista, normalmente o fazem em situações de emergência e, com raras exceções, contratam profissionais sem referência, sem qualificação e sem checar seus antecedentes criminais. Correm, portanto, diversos riscos.

Na contramão da diminuição do número de empregadas domésticas, a demanda por serviços domésticos tem crescido muito, tanto pela evolução de nossa sociedade, uma vez que as mulheres não são atualmente apenas donas de casa, mas também profissionais ou empresárias com trabalho fora do lar, como pelo próprio envelhecimento da população que necessita de apoio para realização das tarefas diárias de uma residência.

As grandes empresas, repartições públicas, escolas, hospitais, shopping centers, etc. ou tem suas próprias equipes de limpeza ou as terceirizam com grandes empresas do ramo de limpeza e conservação. No caso de pequenas empresas (universo representado por lojas, escritórios comerciais, clínicas, consultórios, etc.), a necessidade de limpeza diária ou esporádica também existe e em geral vem sendo suprida pelas próprias empregadas domésticas das residências que fazem `um bico` com faxinas na empresa de seus patrões ou as próprias funcionárias das empresas (secretárias, vendedoras, etc.). De olho nas tendências e no enorme potencial deste mercado de limpeza e conservação de residências e pequenas empresas, nasceu então a franquia Mary Help, com início das atividades de sua loja piloto em 03 de outubro de 2011.

Respostas a 10 perguntas básicas para nos conhecer melhor.

1. O que é a Franquia MARY HELP®?

A MARY HELP® atua focada na áreas de limpeza e conservação para residências e empresas, notadamente, com atividades em 4 áreas distintas como fonte de receita:

1.1 É a primeira Franquia no Brasil, com unidades especializadas no agenciamento de diaristas para serviços de limpeza e faxina em residências e empresas, lavar e passar roupas em residências, mão de obra para festas e eventos (cozinheiras, churrasqueiros, copeiras, garçons e garçonetes).

1.2 Atua como agência de Recursos Humanos para o recrutamento e seleção de profissionais para trabalhar como empregados mensalistas (empregadas domésticas, babás, cozinheiras, cuidadores de idosos, motoristas, etc.).

1.3 Faz terceirização de mão de obra para atividades de limpeza ou portaria em empresas

1.4 Revende produtos para desodorização e aromatização de ambientes (linha exclusiva da própria marca), além de produtos da linha domisanitária (produtos de limpeza leve, limpeza pesada – faxina pós-obra) e produtos para tratamento e manutenção de pisos e revestimentos.

A franqueadora desenvolve toda sua experiência e know-how em sua loja própria em São José do Rio Preto. Ao adquirir uma Franquia MARY HELP® você já inicia o seu negócio com toda esta experiência, para um mercado em grande expansão.

2. Não tenho conhecimento algum na área, posso ser franqueado?

Sim, pois você irá contratar profissionais no mercado, com nossa orientação. O conhecimento de gestão de pessoas, coordenação de equipes e habilidades comerciais são mais importantes. Além disso, você receberá treinamento completo para gestão da sua franquia.

3. O que a franquia oferece?

Nosso apoio ao franqueado é total, desde orientação na escolha do local de funcionamento da unidade, a sua abertura (projeto arquitetônico e layout gratuitos, material de comunicação visual, fornecimento de mobiliário a preços bem abaixo do mercado, orientação ao seu contador na abertura da empresa e contratação dos funcionários, uniformes, etc.) treinamento para o franqueado na operação, treinamento ao franqueado para depois treinar sua própria equipe de profissionais diaristas (com material em pdf e vídeo), toda a criação de marketing e orientação na divulgação do negócio, assessoria de imprensa, conteúdo de facebook, controle da operação em nossos softwares via web com acesso na internet por login e senha, etc.

Os executivos da Franquia serão treinados vivenciando na prática as operações em nossa unidade piloto em São José do Rio Preto além de participarem de nossos cursos com apoio de vídeos e apostilas. Estes cursos não são profissionalizantes e sim de especialização, seguindo a metodologia MARY HELP®. O franqueado, de posse das informações irá saber como treinar o pessoal administrativo de sua unidade franqueada, os funcionários terceirizados e os profissionais agenciados.

4. Qual é o prazo de retorno do capital?

Já considerando todo o investimento, isto é, na taxa inicial de franquia, no capital de giro necessário, custos de montagem da unidade, marketing inicial e todas as despesas normais da operação além das taxas de royalties mensais, propaganda cooperada e uso do sistema, o prazo de retorno do capital é estimado em 12 a 14 meses. Poderá ser inclusive antes dependendo da capacidade de gestão do franqueado, de seu esforço e dedicação e do potencial da região onde irá atuar.

5. De quanto tempo é a duração do contrato de franquia?

Cinco anos, com renovação automática, de acordo com cláusulas contratuais.

6. Quanto tempo leva desde a aquisição da minha Franquia MARY HELP® até o início das atividades?

Esse tempo varia de cidade para cidade de acordo com a agilidade para abertura em todas as esferas (Federal, Estadual e Municipal) e do empenho do franqueado na definição do ponto e contratação da equipe de profissionais que irá agenciar. Em média pode variar de 30 a 90 dias.

7. É necessário algum veículo

Não é necessário ter um veículo para a gestão do negócio, pois não se trata de uma empresa de limpeza e sim de agenciamento ou venda de serviços de mão de obra ou serviços de recrutamento e seleção de empregados. Para os serviços administrativos trabalha-se com motoboys terceirizados quando necessário.

8. Quais são os valores cobrados pelas unidades franqueadas?

Depende da cidade. Existem estudos e critérios que devem ser observados para definição dos preços.  Esses valores serão estudados em cada cidade em conjunto com o franqueado de maneira que estejam dentro do mercado e que remunerem a operação.

9. A montagem da franquia é feita por vocês?

Oferecemos orientação necessária e suficiente que o franqueado escolha o ponto que será depois submetido à aprovação da Franqueadora. Uma vez definido o ponto a Franqueadora irá fornecer o layout básico e a padronização visual necessária. O mobiliário e material decorativo poderá ser adquirido localmente pelo franqueado ou adquirido por intermédio da franqueadora que tem convênio com os fornecedores homologados objetivando redução de custos e tempo na montagem que é executada pelo próprio franqueado.

Recomendamos operar a franquia em um ponto comercial simples com espaço de 40 a 80 m², que pode estar em um edifício de escritórios ou, preferencialmente, em um ponto de rua que dá mais visibilidade e oportunidade de negócios.

Créditos:

Portal do Franchising

%d blogueiros gostam disto: