Fiat Uno Sporting 2017 une belo visual com bom desempenho

A Fiat segue apostando forte no Uno, que parece ter agradado bastante o público com o novo visual.  Em novembro, ele foi o décimo carro mais vendido no País e, no acumulado do ano, ocupa a 15ª posição – lembrando que a reestilização foi lançada em setembro deste ano. Mas além da atualização estética, é bom destacar que o Uno também ganhou novos motores da família Firefly: 1.0 6V e 1.3 8V. Agora o iCarros coloca o modelo à prova no teste do uso diário.

Leia mais:
Veja as impressões dos novos motores do Uno 
Comparativo: Fiat Mobi Like On x Chevrolet Onix Joy 
Os cinco carros apreendidos com mais multas em São Paulo
19 infrações que causam a suspensão da CNH 

Para esta avaliação, testamos o Uno Sporting Dualogic, que cobra R$ 53.690. A mesma versão manual sai por R$ 49.340. Sob o capô está o novo 1.3 de quatro cilindros com oito válvulas que entrega 109 cv de potência e 14,2 kgfm de torque com etanol. A transmissão automatizada possui cinco marchas, mas oferece ainda a opção Sport que retarda as trocas e borboletas atrás do volante para mudanças manuais. Um dos destaques é que a tradicional alavanca dá lugar a um console com botões para selecionar as posições D, R e N.

Confira todas as versões e preços do Fiat Uno 
Veja ofertas de Fiat Uno em sua cidade

Como anda?

Você entra na cabine do Uno e por um momento de sente em um esportivo puro sangue com os botões da transmissão e as borboletas no volante – dá para lembrar um pouco uma Ferrari, não? Aí dá a partida, pisa fundo e… ele responde muito bem. Mesmo com apenas oito válvulas esse propulsor entrega um resultado bastante satisfatório tanto em retomadas quanto em arrancadas. O que não agrada tanto é o câmbio automatizado, que dá trancos especialmente em baixas rotações. Em um congestionamento, rodando bem devagar mas sem parar efetivamente, ele parece oscilar entre qual marcha escolher, o que gera esses trancos com um pouco mais de frequência. Vale lembrar que o Dualogic equipa apenas as versões 1.3 (Way e Sporting).

Veja opiniões de donos de Uno

Uma das atrações do novo Uno é o sistema Start/Stop, que desliga e religa o motor em breves paradas em semáforos. Basta tirar o pé do freio para o carro ligar novamente. Esse dispositivo ainda é raridade entre os carros populares, o que dá um peso extra por vir de série. Pena que o processo de ligar seja bastante perceptível, fazendo o barulho do motor ser ouvido claramente dentro da cabine. Merece menção honrosa também o assistente de partida em rampa, que segura o carro por alguns segundos ao soltar o freio, não permitindo que o carro desça em uma ladeira.

Quanto bebe?

O consumo foi muito bom, fazendo média de 7,8 km/l na cidade com etanol rodando em congestionamentos. Pelo Inmetro, o Uno Dualogic faz 9,3 km/l em uso urbano e 10,1 km/l em uso rodoviário com etanol. Detalhe que a diferença para a versão manual é pequena: 9,2 km/l na cidade e os mesmos 10,1 km/l na estrada também com o combustível vegetal. Ou seja, o Dualogic é tão econômico quanto o câmbio mecânico.

Confira a ficha técnica completa do Uno

A dirigibilidade também se mostrou excelente, com direção leve na cidade e mais rígida na estrada graças ao sistema City – funciona somente a até 50 km/h. A suspensão tem um ajuste esportivo que filtra bem o piso, mesmo em terrenos mais irregulares, deixando os ocupantes confortáveis no interior até em ruas de paralelepípedo.

Acabamento e espaço interno

Os detalhes em vermelho dentro do habitáculo causam uma boa impressão e a posição de dirigir é muito boa graças aos ajustes de altura no volante e no cinto de segurança. Contudo, não há regulagem de profundidade na direção. O rádio é simples, mas é possível equipar o hatch com uma opção melhor no pacote opcional Tech (R$ 2.970). Ele inclui alarme, rádio com Bluetooth, função streaming de áudio e comandos no volante, retrovisores e vidros traseiros elétricos e sensor de estacionamento traseiro.

Atrás, o espaço é bom, mas apenas na média do segmento. Nada diferente do Uno que já conhecemos. Quanto ao porta-malas, ele acomoda até 290 litros. Como o encosto do banco traseiro conta com duas posições, se ele estiver reclinado reduz o espaço para 280 litros.

Equipamentos de série

O Uno Sporting vem de fábrica com ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, direção elétrica, volante com regulagem de altura, apoio de pé para o motorista, banco traseiro rebatível, chave canivete, cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura, console de teto com porta-objeto e espelho, faróis de neblina, controle de tração e de estabilidade, econômetro, assistente de partida em rampa, indicador de troca de marcha no painel, rodas de liga leve aro 15”, pneus com baixa resistência ao rolamento, Star/Stop e rádio com USB.

Visualmente, a Sporting se diferencia pelos detalhes em vermelho na carroceria (grade e para-choque) e no acabamento interno (maçanetas, quadro de instrumentos e volante), pelas faixas e minissaias nas laterais e pelo spoiler em preto brilhante na traseira.

Entre os opcionais, além do kit Tech citado acima, há ainda o pacote Comfort (R$ 890) que acrescenta terceiro apoio de cabeça traseiro, cinto de segurança traseiro central de três pontos, apoia-braço central no banco do motorista, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro bipartido e porta-objeto para smartphones no console.

Com um desempenho bom para a cidade e consumo baixo, o melhor custo-benefício do Uno Sporting é a versão Dualogic – ainda mais se você prefere não ter o desgaste de trocar de marchas no anda e para do trânsito – equipado com o pacote Tech, que fica em R$ 56.660.

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)

Instagram (instagram.com/icarros_oficial)

YouTube (youtube.com/icarros)

Créditos: ICARROS

%d blogueiros gostam disto: