Feirão para regularizar dívidas também oferecerá empregos – Finanças Pessoais

Acompanhando os altos níveis de endividamento e inadimplência do consumidor, mais um Super Feirão Limpa Nome será aberto a partir da próxima terça-feira, em São Paulo. Organizada pela Serasa Experian para estimular a renegociação de dívidas e permitir que o consumidor tenha novamente acesso ao crédito, essa edição do evento tem como novidade a intermediação também da oferta de vagas de emprego.

Dessa forma, além de ter acesso a renegociação de dívidas por meio de condições especiais, as pessoas que comparecerem na versão física do evento também terão acesso a variadas ofertas de emprego disponíveis no mercadao, inscrição em cursos de capacitação profissional, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), emissão de carteira de trabalho, habilitação ao seguro-desemprego e serviços ao microempreendedor individual. 

“A ideia é fruto da parceria entre a Serasa e o Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT) e tem como objetivo promover serviços integrados de qualidade à população, como inclusão financeira e social àqueles que vivem em regiões de alta vulnerabilidade”, afirma o Superintende do SerasaConsumidor, Julio Leandro.

De acordo com o último Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor, as altas das taxas de juros, de inflação e do desemprego determinaram elevação dos níveis de inadimplência do consumidor neste primeiro trimestre de 2015 para 15,8%. 

“Na hora da negociação, o consumidor deve ouvir a proposta e se não estiver de acordo, é importante fazer uma contraproposta, até que ambos cheguem a uma alternativa realista. O importante é que depois de renegociada, a dívida caiba no bolso do cidadão”, completa Leandro.

Mais uma vez, o Super Feirão acontece em duas versões — presencial e online. Enquanto a versão presencial acontece até 02 de maio, a versão online se estende por mais uma semana, até 08 de maio.

De acordo com a Recovery, uma das maiores empresas de recuperação de crédito do país, a expectativa é receber mais de 3,5 mil devedores para renegociar pendências financeiras em seu estande na versão presencial do feirão.Este ano, a empresa contará com 30 postos de atendimento, que prometem atendimento em média de 15 minutos. O débito poderá ser pago em parcelas por meio de boleto ou cartão de crédito.

Ainda de acordo com pesquisa realizada pela Recovery, entre 30% e 35% das pessoas que fazem uma negociação de débito com a companhia retornam à inadimplência em seis meses. “O evento abre a possibilidade de os consumidores avaliarem seu orçamento, com a proposta de recuperarem o poder de compra e se reintegrarem no mercado financeiro”, explica o diretor de Recuperação de Crédito da Recovery, diz André Calabró.

O público atendido pela Recovery no Super Feirão é composto, em sua maioria, por consumidores devedores, com idade entre 25 e 60 anos, que já foram contatados por algum canal de atendimento da companhia.

Segundo levantamento da empresa, o alto índice de endividamento aliado ao descontrole financeiro é responsável por 36% dos casos de inadimplência. O desemprego, com 17%, é considerado a segunda causa de dívidas, seguido por financiamento de terceiros, que corresponde a 16% dos clientes. O ticket médio do devedor que procura a Recovery é de R$ 3.300, valor que chega a ser três vezes maior do que a renda mensal do inadimplente.

Créditos:

Brasil Econômico

%d blogueiros gostam disto: