Endividada, dona do estaleiro Rio Grande pedirá recuperação judicial – 15/12/2016 – Mercado

Brao da Engevix para o setor de construo naval, a Ecovix deve entrar com pedido de recuperao judicial ainda nesta semana. Na segunda (12), ao concluir sua ltima obra contratada pela Petrobras, a empresa demitiu 3.200 pessoas.

No pedido de recuperao judicial, a empresa apresentar uma dvida entre R$ 7 bilhes e R$ 8 bilhes, considerada impagvel no cenrio adverso da construo naval brasileira.

A Ecovix controla os estaleiros Rio Grande 1 e 2, que tinham contrato com a Petrobras para construir oito cascos para plataformas de petrleo, no valor de US$ 3,5 bilhes.

A empresa venceu ainda licitao da Sete Brasil para a construo de trs sondas de perfurao de poos, por US$ 2,4 bilhes.

A situao da companhia comeou a se complicar depois que seus scios passaram a ser investigados pela Operao Lava Jato. No incio de 2015, a Engevix e a Jackson Empreendimentos tiveram seus bens bloqueados.

Dono da Engevix, o empresrio Gerson Almada foi condenado por envolvimento no esquema de corrupo na Petrobras.

Os contratos com a Petrobras foram revistos e apenas trs cascos foram entregues, o ltimo deles na semana passada.

A Sete Brasil passa pelo seu prprio processo de recuperao judicial e no construir todas as 28 sondas previstas inicialmente.

Com a crise, os scios japoneses da empresa, liderados pela Mitsubishi, se retiraram do negcio em janeiro.

O plano de recuperao judicial em elaborao prev a transformao dos estaleiros em unidades produtivas isoladas (UPIs), que tero como ativos os diques e guindastes usados para a construo de embarcaes.

A ideia transferir as UPIs aos credores, para que possam recuperar parte do prejuzo e tentar recolocar as unidades em operao.

Na semana passada, a empresa terminou a ltima obra contratada com a Petrobras, a construo do casco da plataforma P-68. Com o fim das obras, 3.200 empregados foram demitidos, segundo o sindicato dos metalrgicos local.

Um outro casco, da plataforma P-71, est incompleto no estaleiro, mas o contrato foi cancelado.

A empresa informou apenas que est em “forte processo de reestruturao financeira e operacional e busca alternativas para a retomada de sua operao no futuro”.

Créditos: Folha

%d blogueiros gostam disto: