Como será a prova prática

concurso TJ SPVocê concurseiro que vai prestar o concurso do Tribunal de Justiça de São Paulo para o cargo de Escrevente Técnico Judiciário, já deve estar estudando muito.

Para ajudar no seu preparo, preparamos um resumo detalhado sobre a prova prática, que será a segunda etapa da avaliação.

>> Compre aqui a Apostila TJ SP – Escrevente Técnico Judiciário e parcele o pagamento sem juros!

Prova Objetiva (primeira etapa)

A prova objetiva (de caráter eliminatório e classificatório) está prevista para o dia 2 de julho de 2017. Será composta por 100 questões divididas em três blocos: O primeiro bloco conta com 24 questões de Língua Portuguesa; O segundo com 40 questões de noções de Direito; e o terceiro de conhecimentos gerais, também com 40 questões.

Confira em detalhes todo o conteúdo que será cobrado na prova objetiva aqui!

Prova prática

A segunda etapa será a prova prática, de caráter eliminatório. A data da aplicação do exame ainda não foi definida.

A prova prática (Formatação e Digitação) será aplicada somente aos candidatos habilitados e melhor classificados na prova objetiva.

>> Estude em qualquer lugar com o nosso Curso Online TJ SP – Escrevente Técnico Judiciário e parcele o pagamento sem juros!

Sobre a aplicação da prova

O objetivo é avaliar o conhecimento e habilidades do candidato na utilização do editor de texto em microcomputador do tipo PC, em ambiente gráfico Microsoft Windows;

A prova prática será avaliada na escala de 0 a 10 pontos e será considerado apto o candidato que obtiver nota igual ou superior a 5 pontos. O candidato não habilitado será excluído do concurso público.

A prova constará de duas atividades:

⇒ Formatação (2 pontos) de um texto preestabelecido utilizando-se de editor de texto Microsoft Word 2010, em ambiente gráfico Microsoft Windows e teclado com configurações ABNT 2.

Serão observados os erros cometidos nos seguintes itens: tipo de fonte, tamanho da fonte, formatação da fonte: negrito, itálico e sublinhado, alinhamento do texto, espaçamento do texto (entre linhas, entre parágrafos), margem e parágrafo.

Caso o candidato termine a formatação do texto antes de se esgotarem os 5 minutos e, queira, poderá realizar correções na formatação.

⇒ Digitação (8 pontos) de um texto: cópia de texto impresso, com aproximadamente 1.800 caracteres.

Os erros serão contados caractere a caractere (a mais, a menos ou diferente), em comparação com o texto original, considerando-se erro toda e qualquer divergência. A produção em desacordo, extra e/ou a falta de digitação do texto original será considerada como erro. A correção considerará como correto, somente a cópia fiel do texto que será fornecido para a digitação.

Caso o candidato termine a digitação antes de se esgotarem os 11 minutos, deverá aguardar, em silêncio, sem iniciar uma nova digitação. Entretanto, caso queira, poderá executar correções no texto digitado. A produção extratexto será considerada como erro.

Para mais informações e acesso ao edital, veja a página do Concurso TJ SP – Escrevente

A editora Nova tem ajudado há mais de 8 anos quem quer vencer a batalha do concurso público. Se você quer aumentar as suas chances de passar, conheça os nossos materiais, acessando o nosso site!

tj-sp-600X90

Créditos:

Nova Concursos

%d blogueiros gostam disto: