Blog cursos 24 Horas

Cursos para Concurso TRF 5

Algumas fontes de proteínas e vitaminas presentes em frutas e vegetais são a melhor forma de ajuda

Não é necessário ser uma pessoa idosa ou acima dos 50 anos para começar a ter problemas de memória.

Com o passar dos anos, os jovens tendem cada vez mais ter esse problema, e na maioria dos casos, o principal vilão é a própria rotina.

Entre os principais motivos que podem ocasionar perda de memória estão: Distúrbios de ansiedade, sobrecarga mental e falta de sono adequado estão no topo.

Quem está na faculdade e trabalha, acabando sofrendo um pouco mais. A nova rotina e a preocupação com obrigações diferentes acabam enfraquecendo a memória.

Os inseridos nesse dia a dia, podem ser vítimas de outra situação, a má alimentação. Por falta de tempo, exageram em fast-foods ou pratos congelados, que carecem de nutrientes.

A ausência dessas substâncias pode causar, não apenas a falta de memória, como também problemas ainda mais graves. Por exemplo, doenças como:  Hipoglicemia, falta de oxigênio no cérebro, diminuição no reflexo e até alterações no humor.

Nutrientes essenciais

Da seleta lista de alimentos bons para memória e podem até atrapalham estão nutrientes como: Glicose, Ômega 3, Vitamina C e Cafeína, entre outros.

A Glicose é o nutriente mais fácil de ser encontrado. Ela é o açúcar natural dos alimentos, um dos princípios ativos que estimula o funcionamento do cérebro.

A falta dela pode ser prejudicial para a saúde, causando sintomas crônicos, como hipoglicemia, causando com o passar do tempo a falta de concentração, atenção ou perda de memória.

Já o Ômega 3, tem papel fundamental para os humanos, é ele que administra a comunicação entre as células nervosas. Em outras palavras, ele contribui diretamente para a massa cinzenta do cérebro.

A Vitamina C, atua na mesma área que a glicose, ajudando a memória e a concentração. Além de fazer papel importante como antioxidante.

Outra queridinha por muito dos jovens e adultos, a Cafeína,  a energia que muitos utilizam de manhã, aumentando a formação de memória. Contudo, há riscos para o uso exagerado dela.

 

Alimentos bons para a memória

Agora que você já sabe alguns dos principais nutrientes para a memória, saiba quais alimentos que são ricos dessas substâncias.

Apesar de aparecer em frutas e leguminosas, algumas proteínas e carboidratos, assim como grãos, também contam com diversos benefícios para a memória.

Salmão

Apesar de ser conhecido pelo seu preço elevado, é um dos alimentos mais ricos de Ômega 3. Ajuda em diversas funções do corpo, como aumento no humor e melhora nos receptores do cérebro.

Outros pontos a serem destacados pelo salmão é a redução dos níveis de colesterol e a melhoria nas ações do coração.

Alguns peixes podem substituir o salmão, como os populares atum e sardinha.

salmão

Ovos

Um divisor de águas entre nutricionistas, o ovo gerou uma das principais discussões nos últimos anos em relação a seu benefício.

A listagem de benefícios que ele oferece é grande, podendo ajudar a memória e o cérebro, auxiliando até mesmo a perda de gordura no corpo.

Entre suas substâncias, estão presentes as vitaminas B12, B2, A e B5, além do Selênio.

Mesmo pequeno, o ovo oferece uma gama de nutrientes em quantidades menores, como ferro, cálcio, zinco, folato e vitamina E.

Para a memória, a principal ajuda está no Selênio e na Colina – geralmente encontrada nas vitaminas do complexo B – que ajudam no aumento dela. A falta pode causar doenças neurológicas e até cardiovasculares.

 Ovos

Morangos

Primeira fruta da lista, apresenta Fisetina, substância que contribui diretamente na memória, atenção e concentração.

Ela também tem papéis importantes para a beleza, sendo grande aliada no combate ao envelhecimento da pele e ajuda a combater inflamações, como espinhas ou certas reações alérgicas.

O morango pode ser encontrado em diversos sucos detox, devido ao seu potencial de antioxidante, que ajuda na limpeza do organismo.

Morangos

Tomates

Talvez a fruta mais presente nos pratos e comidas das pessoas, o tomate é um dos itens que não pode faltar na alimentação de ninguém, devido a sua enorme quantidade de nutrientes que ajudam do cérebro até o cabelo.

Começando pelo assunto principal, a fruta possui Fisetina e Vitamina C, que são auxiliares no enriquecimento da memória. Alguns especialistas garantem que o tomate ajuda na redução do risco da doença de Alzheimer.

O tomate contribui tanto para o coração, quanto para a saúde dos ossos. Tudo isso graças ao licopeno, nutriente antioxidante que aumenta o oxigênio na corrente sanguínea e previne o estresse oxidativo dos ossos.

A parte estética também tem benefícios com a fruta, já que contém baixo teor calórico e devido a sua vasta quantidade de nutrientes, é essencial em qualquer dieta para perda de peso.

tomates

Oleaginosas

Complemento em qualquer refeição, é o grupo que pode mais contribuir com o enriquecimento do cérebro.

Dentre todas as oleaginosas, se destacam as nozes, castanha do pará, castanha de caju, amêndoas e avelãs.

Cada uma com sua função, elas possuem dois princípios ativos, a melhora na memória e o elevado nível de proteínas.

Contribuem para a circulação de sangue no organismo e para circulação de oxigênio no cérebro. a ajuda na redução do colesterol ruim e a proteção do sistema cardiovascular são outros benefícios que elas oferecem.

Vale lembrar que o consumo exagerado de qualquer uma dessas oleaginosas em excesso pode causar enfraquecimento de unhas e cabelos, tornando-os quebradiços.

nozes

 

Além dos alimentos, diminuir o estresse e a ansiedade são ótimos recursos a serem usados para a melhoria na concentração e memória.

Lembre-se: remédios que oferecem todos os tipos de nutrientes podem não fazer um resultado tão bom quanto os próprios alimentos.

É vasta a lista de alimentos bons para a memória, contudo, para ter uma melhor alimentação, é sempre recomendado uma visita a seu nutricionista, já que ele pode oferecer outros alimentos que podem lhe ajudar.

Créditos: Cursos 24 horas

%d blogueiros gostam disto: