BC dos EUA projeta 3 altas de juros em 2017; Bolsa cai 1,8% e dólar sobe – 14/12/2016 – Mercado

A nova projeo do Fed (Federal Reserve, o banco central dos EUA) de trs altas dos juros americanos em 2017, ante previso anterior de dois aumentos, surpreendeu o mercado. As Bolsas mundiais recuaram e o dlar se fortaleceu.

No Brasil, o dlar comercial terminou a sesso em alta de 0,21%, a R$ 3,3340, antes da deciso do Fed. O Ibovespa ampliou a queda, fechando em baixa de 1,80%, aos 58.212,12 pontos. O giro financeiro foi de R$ 31,3 bilhes, engordado pelo vencimento de opes sobre ndice e de ndice futuro.

Em Nova York, o ndice acionrio S&P 500 perdeu 0,91%, e o Dow Jones recuou 0,60%. O ndice de tecnologia Nasdaq caiu 0,50%. As Bolsas europeias tambm ficaram no terreno negativo, espera do Fed.

Pela primeira vez desde dezembro de 2015 e conforme amplamente esperado, o Fed elevou os os juros americanos nesta quarta-feira (14) em 0,25 ponto percentual, para uma faixa entre 0,50% e 0,75%. O que provocou maior reao dos mercados foi a reviso para cima das estimativas do Fed para a economia americana nos prximos anos.

A presidente do Fed (Federal Reserve, o BC dos EUA), Janet Yellen, afirmou que o “slido progresso” da economia americana garantiu a elevao dos juros nesta quarta-feira. “Nossa deciso de aumentar os juros um voto de confiana na economia.”

Segundo ela, a economia tem se aquecido desde meados do ano; o desemprego tem cado e a inflao tem se movido em direo meta de 2% ao ano.

Entretanto, Yellen reiterou que “somente altas graduais” so esperadas nos prximos anos.

O que FED

TRUMP

“O Fed elevou as projees para crescimento da economia, e isso deve manter a tendncia de valorizao do dlar por mais tempo”, afirma Ignacio Crespo, economista da Guide Investimentos.

Segundo Vitor Suzaki, analista da Lerosa Investimentos, Yellen deixou claro que a projeo de trs altas dos juros de 0,25 ponto percentual no ano que vem embute um cenrio de aquecimento da economia sob o governo de Donald Trump. O republicano assume a presidncia dos EUA em janeiro.

“O Fed conta com a possibilidade de Trump mudar a poltica fiscal, reduzindo impostos e aumentando gastos para estimular a economia”, afirma Suzaki.

O analista lembra ainda que a valorizao do dlar tambm tem impacto direto sobre os preos das commodities, que tendem a se desvalorizar, prejudicando mercados emergentes, como o Brasil.

Sob o impacto do Fed, os preos do petrleo no mercado internacional passaram a cair mais de 3%.

As aes da Petrobras caram 4,59% (PN) e 3,51% (ON).

No mercado domstico de juros futuros de curto prazo, no entanto, terminou em baixa, ainda na expectativa de acelerao no corte da taxa bsica de juros (Selic) com a atividade econmica fraca. Os contratos mais longos encerraram prximos estabilidade.

Créditos:

Folha

%d blogueiros gostam disto: